Pedro Gonçalves garante vaga olímpica na equipe de canoagem slalom do Brasil para o Rio 2016 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pedro Gonçalves garante vaga olímpica na equipe de canoagem slalom do Brasil para o Rio 2016

Compartilhe
Pedro Gonçalves (Foto: CBCa)

O último fim de semana rendeu mais uma vaga para o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Pedro Gonçalves, o Pepe, garantiu a classificação para o K1 Masculino durante a 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom, em La Seu d’Urgell, na Espanha.

O atleta garantiu a segunda colocação entre os brasileiros no evento, mas mesmo com esse resultado o canoísta conseguiu assegurar sua participação nos Jogos do Rio, em agosto. “Depois de tanto tempo lutando eu consegui!”, comemorou Pepe. Ricardo Taques foi o melhor brasileiro no K1 Masculino em La Seu d’Urgell, terminando em 36º (104.14s) na disputa da semifinal. Pedro Gonçalves, Renan Soares e Guilherme Mapelli pararam nas classificatórias.

Ana Sátila avançou à semifinal no K1 Feminino e terminou em 7º lugar depois de uma descida sem penalidades. “Consegui diminuir duas posições da primeira para a segunda etapa” comenta a canoísta, que em Ivrea, na Itália, na 1ª Etapa da Copa do Mundo, tinha conquistado o 9º lugar.

Charles Corrêa e Anderson Oliveira, no C2 Masculino, chegaram à semifinal, mas com o tempo de 109.67 segundos eles ficaram somente na 15º posição, o que os deixou de fora da final. Já a dupla Welington Munhoz e Cassiano Alfredo não passaram das classificatórias.

No C1 Masculino, a briga pela vaga olímpica está quase definida. Felipe Borges fez o melhor tempo na segunda descida das classificatórias entre os brasileiros, com 104.88 segundos, e Leonardo Curcel ficou em segundo, com 104.98s. Charles Corrêa, que teria chances de alcançar Borges, ficou em terceiro, com 111.40s.

Com esses resultados, Borges precisa só garantir uma participação na 3ª Etapa da Copa do Mundo, em Pau, na França, para ficar com a vaga do C1 Masculino nos Jogos Rio 2016. “Estou confiante. Ainda prefiro esperar oficialmente”, disse o atleta.

K1: uma vaga disputada e sonhada
Em 2012, o canoísta Pedro Gonçalves achava que o “mundo havia acabado” em 13 centésimos de segundos. Esse foi o tempo que tirou de Pepe a vaga nos Jogos Olímpicos Londres 2012 e deu a classificação para o canadense David Ford.  “Eu vi a vaga pular nas minhas mãos” comentou o brasileiro.

Quatro anos mais tarde, os centésimos perseguiram o jovem atleta, durante a Seletiva Nacional, realizada em abril. Em uma disputa acirrada, ele foi o melhor por apenas 25 centésimos, ficando à frente de Ricardo Taques na disputa.  “Foi emocionante. Mas vi que a briga estava em aberto” declarou.

Pepe percebeu que a vaga não viria facilmente e que pequenos erros precisavam ser corrigidos. Nas duas etapas da Copa do Mundo, ele fez sua parte e garantiu sua primeira participação nos Jogos Olímpicos.

Natural de Piraju (SP), Pepe saiu de casa em busca de crescimento esportivo com apenas 16 anos. Ele se mudou para Foz do Iguaçu e hoje é um dos símbolos da sua cidade natal, ao lado da dupla Charles Corrêa e Anderson Oliveira.

Agora, Pepe tem dois sonhos: “Quero conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos do Rio e torcer para que meu esporte seja mais conhecido e reconhecido no cenário nacional, a começar por minha cidade, que tem talentos incríveis para serem explorados”, afirmou.

As atenções agora vão se voltar para Pau, na França, onde será disputado, no próximo fim de semana, de 17 a 19 de junho, a 3ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário