Últimas Notícias

As Mascotes Olímpicas: Hodori


 Hodori - Seul 1988 

A escolha para os mascotes de Seul começou em 1982, quando o Comitê Organizador dos Jogos (SLOOC) deu início a um concurso. Ainda em 1982, um coelho, um tigre, um esquilo e um par de patos mandarins foram selecionados para disputar o posto de mascote dos Jogos de Seul 1988.

Em dezembro do mesmo ano, foram escolhidos o tigre e o coelho, e, finalmente, em Dezembro de 1983, o tigre foi escolhido. O Comitê Organizador disse que escolheu o tigre pela sua popularidade na cultura coreana e porque a imagem do animal que simboliza o vigor, nobreza e o espirito forte dos coreanos.

Em Julho de 1983, foi finalmente acordado o design final do mascote Olímpico, desenhado por Hyun Kim. Como detalhe final, ele usava um tradicional chapéu coreano (o sangmo) com uma fita saindo do dele em forma de "S", que fazia alusão à primeira letra do nome da cidade.

Para a escolha do nome da mascote, o Comitê Organizador de Seul oferecer um prêmio em dinheiro em um concurso que começou em 1º de Dezembro de 1983 e teve a duração de um mês. O concurso contou com 6.117 participantes.

Os critérios estabelecidos pelo SLOOC para a escolha do nome foram: sugerir algo amigável com um toque coreano, deveria ser fácil de lembrar e de pronunciar e ser internacionalmente lembrado. Finalmente, em Abril de 1984, o nome da mascote foi escolhido: Hodori. 'Ho' é um derivado da palavra coreana Tigre (Horangi) e 'Dori' ´é o diminutivo de menino em coreano.

Chegou-se a criar uma tigre fêmea chamada 'Hosuni', mas ela foi usada pouquíssimas vezes.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar