Bruna de Paula destaca evolução na passagem por todas as categorias das seleções de Handebol


Com apenas 19 anos, a armadora direita Bruna de Paula já tem boa experiência quando o assunto é Seleção Brasileira. Em Blumenau (SC) para o treinamento em conjunto de todas as categorias das Seleções Femininas, a atleta do Instituto Buzzo Sport/São José dos Campos (SP) já passou pelos times Juvenil, Adulto e agora está no grupo Júnior do Brasil. Apesar da pouca idade, Bruna conseguiu se adaptar rapidamente nas equipes que esteve.

"Sempre há diferenças entre as categorias, mas agora os técnicos estão implantando o mesmo estilo de jogo em todas, o que vai facilitar para nós, já que vamos chegar mais preparadas na equipe Adulta. O nível da Juvenil para a Júnior aumenta bastante. Depois para a Adulta a dificuldade é muito maior. As meninas são mais fortes e o jogo é mais pegado. Além disso, a experiência conta bastante. Como elas já passaram por muitas situações na carreira, elas sabem controlar a partida melhor. É mais difícil de jogar, mas também me ajudou muito a evoluir", explicou.

Presente nas duas listas do técnico da Seleção Júnior, Daniel Suarez, o Cubano, desde o começo do ano, a atleta espera continuar sendo convocada para participar do Pan-Americano, em março, em Foz do Iguaçu (PR), e do Mundial, em julho, na Rússia, que seria o terceiro na carreira. "Apesar de ter passado por um Mundial Juvenil e outro Adulto, sempre temos o que aprender nessas competições. Independente da categoria, o Mundial é sempre difícil. Todas as equipes são qualificadas. Espero ser convocada para esse Mundial Júnior também, mas primeiro temos que fazer o nosso trabalho no Pan-Americano para conseguir a vaga", afirmou.

Além dos variados estilos de jogo, Bruna também passou pelas mãos de diferentes técnicos dentro da Seleção. "Cada treinador tem o seu estilo de trabalhar. O Cubano é um pouco mais calmo e conversa bastante com o time. Já o Morten tem um temperamento mais forte. Mas sabemos que eles sempre estão tentando tirar o máximo de nós", disse a atleta nascida em Campestre (MG).

Por ter passado pela Seleção Adulta e ter participado do Mundial da categoria, a armadora contou também sobre a responsabilidade que carrega por ser uma referência para as atletas juniores. ˜Todas as jogadoras querem chegar na equipe principal e eu já consegui. Agora tenho que ser um exemplo para as outras. Tenho um algo a mais para ensinar para as meninas e acho isso muito legal", concluiu Bruna.

Foto: CBHb

0 Comentários