Tricampeão olímpico se impressiona com o Canal Olímpico de Canoagem Slalom - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Tricampeão olímpico se impressiona com o Canal Olímpico de Canoagem Slalom

Compartilhe

Para o francês Tony Estanguet, não participar dos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro, será uma novidade. Nas últimas quatro edições, o canoísta não só participou como conquistou três medalhas de ouro na canoagem slalom. A aposentadoria veio depois de Londres 2012, encerrando uma carreira fenomenal, que teve também três títulos mundiais individuais na categoria C1.

A vida de atleta terminou, mas Estanguet segue envolvido com o esporte. Integrante do Comitê Olímpico Internacional (COI), ele esteve no Rio de Janeiro para acompanhar o evento-teste da modalidade e ver de perto a nova pista do Estádio Olímpico de canoagem slalom, em Deodoro.

“Fiquei muito impressionado quando cheguei. Estive aqui dois anos atrás e não tinha nada. Em menos de dois anos construíram uma instalação fantástica. É muito bom para o esporte e o potencial é grande para os Jogos”, afirmou.

Estanguet também disse ter recebido avaliações positivas dos atletas com os quais conversou sobre o estádio. “Perguntei o que eles estavam sentindo em relação à pista e estão gostando. Lembro nas primeiras vezes que testamos as pistas de Pequim e Londres e não foi o caso. Normalmente você precisa de tempo para melhorar, mexer nos obstáculos. Mas aqui acho que está ficando cada vez melhor”, revelou.

O francês destacou também a vista do complexo, que faz parte do Parque Radical e contou com investimento de R$ 118 milhões do governo federal, e concordou com a opinião dos atletas quanto à dificuldade exigida da descida.

“Quando vi a pista pela primeira vez, não achei tão difícil quanto a de Londres. Mas quando você olha com atenção, percebe que há vários pontos que podem te tirar do curso facilmente. Tecnicamente e psicologicamente será diferente, pois os atletas se preparam para dois ou três trechos de grande dificuldade. Desta vez haverá diversos trechos difíceis, e não é fácil administrar o fato de se estar em uma posição complicada o tempo todo”, observou.

Foto: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário