Brasil fatura mais duas medalhas no Mundial de Atletismo Paralímpico - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil fatura mais duas medalhas no Mundial de Atletismo Paralímpico

Compartilhe

Mesmo sem a presença de Terezinha Guilhermina, o Brasil subiu ao pódio duas vezes nos 100m da classe T11 no Campeonato Mundial de Atletismo Paralímpico, que acontece em Doha, no Catar. Jerusa Geber ficou com a prata na prova, enquanto Jhulia Karol chegou na terceira posição e conquistou o bronze. O título ficou com a chinesa Cuiqing Liu. Agora, o Brasil soma 23 medalhas no Mundial: três de ouro, 10 de prata e 10 de bronze.

Assim como na prova dos 200m e dos 400m, a chinesa Cuiqing não deu chances para ninguém. A atleta cruzou a linha de chegada em 12s43 e assegurou sua terceira medalha de ouro em Doha. Jerusa veio logo atrás, fechando a prova em 12s57. Jhulia completou os 100m em 12s79.

Além de enfrentar Cuiqing, as brasileiras precisaram superar outras dificuldades na final. Jerusa trocou de guia em cima da hora, substituindo Luiz Henrique Barbosa por Wendel de Souza. “Eu me senti à vontade ao lado do guia, apesar de não ter treinado com ele. O nível do Mundial está fortíssimo e a China, como sempre, dá muito trabalho para o Brasil”, avaliou a vice-campeã.

Já Jhulia Karol correu com uma lesão muscular na coxa direita e voltou a sentir o problema durante a prova. Mesmo assim, a brasileira assegurou o bronze e se emocionou com a conquista. “Estou feliz por ter conquistado minha segunda medalha no Mundial. Estava sentindo muita dor, mas na hora da corrida tem de fazer aquilo que a gente sabe fazer. Além da dor, como eu falei, eu chorei por ter cumprido o objetivo pelo qual trabalhamos o ano todo”, comentou.

Foto: CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário