Brasil terá dois nadadores na Final dos 100m Borboleta do Mundial Junior de Natação


O Brasil classificou nesta quarta-feira (26) dois nadadores para a Final dos 100m Borboleta do Mundial Junior de Natação, que acontece em Cingapura (SIN).

Os nadadores Vinicius Lanza e Henrique Painhas nadaram juntos a primeira serie semifinal dos 100m borboleta, e alcançaram o segundo e sétimo melhores tempos para o Brasil, na segunda noite do Campeonato Mundial Junior de Natação. Ainda na noite desta quarta-feira (manhã no Brasil), dia 26/08, o time brasileiro conquistou o sétimo lugar nos 100m livre, com Felipe Souza e a oitava colocação na final do revezamento 4x100m medley misto.

Na semifinal onde o russo Daniil Pakhomov, com 52s40, marcou o novo recorde mundial junior, o mineiro Vinicius Lanza, com 52s81, passou para a decisão com a segunda melhor marca. Vinicius alcançou a melhor marca pessoal e passou para a final, que acontecerá na quinta-feira (27), confiante.

- Estou muito feliz por ter conseguido, enfim, quebrar a barreira dos 53 (segundos), e vou nadar amanhã junto com o Henrique. Ter dois brasileiros em uma final é muito bom. Tive um probleminha na largada e saí meio corpo atrás do nadador do meu lado, mas consegui manter o controle e fazer minha prova. O russo é muito rápido, mas eu estou na briga, quero ‘beliscar’ uma medalha e vamos “pra cima” – disse Vinicius.

Henrique Painhas, em seu segundo Fotojunior, baixou seu melhor tempo e, ao registrar 53s52, passou para a decisão, na sétima colocação.


- No último mundial (Dubai/2013) fiquei a uma posição da semi, mas hoje dei a volta por cima, fiz meu melhor tempo e estou muito feliz. Sabia que tinha que melhorar e antes de nadar conversamos com o biomecânico para ver o que podia fazer e à tarde mantive o foco nas orientações e vim forte. Sei que ainda tenho alguns detalhes para acertar na final de amanhã – analisou Henrique Painhas.


Na primeira final brasileira da noite, 200m livre, Felipe Ribeiro Souza fez 1m50s17, melhorou seu tempo, e ficou na sétima posição. A prova foi vencida por Maxime Rooney, dos Estados Unidos, com o tempo de 1m47s78.

- Nadei bem melhor que de manhã, consegui baixar meu tempo e saio satisfeito. Acho que passei muito forte e no final da prova foi difícil manter o ritmo. Gostei da minha saída e isso me deixa mais confiante para nadar os 50 (metros livre) – analisou Felipe Souza, que nada as eliminatórias, da prova mais rápida da natação, na manhã desta terceira etapa.

Ainda na noite desta terça-feira, a brasileira Gabrielle Roncatto disputou a semifinal dos 100m livre. Com 56s36, Gabi melhorou o tempo feito pela manhã (56s64), mas não foi o suficiente para passar à próxima fase. A atleta ficou na 16ª posição e já se prepara para as eliminatórias dos 100m peito, amanhã pela manhã.

- Consegui melhorar o tempo da manhã, mas queria ter feito um tempo ainda melhor. Senti o cansaço, mas agora vou me preparar para seguir melhorando na competição – comentou Gabrielle Roncatto, que mais tarde fez parte do quarteto misto do Brasil, na final do revezamento 4 x100m medley. “Os tempos não foram muito bons, mas com certeza todos deram o máximo na prova e não faltou vontade”.


Nas eliminatórias do terceiro dia de disputas, o Brasil terá representantes nas sete provas disputadas. Um dos novos destaques da natação brasileira, Brandonn Almeida, fará sua estreia nesta quinta-feira, porém, não será pela manhã. O nadador, que entrou na competição com o segundo melhor tempo de balizamento dos 800m livre, nadará a série forte da prova, disputada à noite. 

Foto: CBDA

0 Comentários