Para cortar custos, Ministro do Esporte quer Estádio Olímpico de 2020 sem teto retrátil - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Para cortar custos, Ministro do Esporte quer Estádio Olímpico de 2020 sem teto retrátil

Compartilhe

Para cortar custos o Ministro do Esporte do Japão, Hakubun Shimomura, quer que o plano de construir um teto retrátil no estádio Olímpico dos Jogos de 2020, que acontecerão em Tóquio, seja abandonado.

Além da ideia de não construir o teto, Shimomura acrescentou que 35% dos assentos do Estádio Olímpico, que terá capacidade para 80 mil lugares, deveriam ser temporários, também com intenção de cortar custos e reduzir o tempo de construção.

Estipula-se que o Estádio custe por volta de US$ 1,5 bilhão.

O ministro também pediu que o governo de Tóquio contribua com US$ 418 bilhões, mas o governador Yoichi Masuzoe disse que primeiro precisa convencer os moradores da região.

A organização dos Jogos de 2020 foi forçada a alterar os planos em virtude dos custos ascendentes com as obras e os trabalhadores, incluindo mudança de três locais de competição.

O novo estádio Olímpico será construído no local em que existia o antigo, que recebeu os Jogos Olímpicos de 1964.


Foto: Reuters
Com informações de: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário