Thomas Bach é sabatinado por universitários no Rio: "Legado humano e esportivo dos Jogos é enorme"


O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, foi sabatinado na manhã desta quarta-feira (25) por estudantes universitários, na sede do Comitê Organizador Rio 2016, no Rio. Durante o encontro, que durou quase duas horas, o executivo alemão destacou a importância do legado humano e esportivo dos Jogos de 2016. Segundo ele, "vai ser um Rio de Janeiro antes e depois dos Jogos". 

"O legado humano e esportivo é enorme. Os Jogos Olímpicos são um catalisador nesse sentido. É importante para o COI saber o que os jovens estão pensando e entender suas preocupações, pois é assim que faremos com que os Jogos Rio 2016 sejam bem sucedidos e inclusivos para toda a população", declarou o executivo para uma plateia de cerca de 120 estudantes, que tiraram dúvidas sobre os Jogos e o Movimento Olímpico.

Thomas Bach destacou ainda o caráter inclusivo dos Jogos, lembrando que o Programa de Ingressos Rio 2016 oferece oportunidade para todos os bolsos. Mais da metade dos ingressos será vendido por até R$ 70.

"Serão Jogos inclusivos. Todos os brasileiros poderão participar", disse.
 
Segundo ele, os Jogos também são uma oportunidade única de o Brasil mostrar o que realmente é: diverso, animado e com entregas de qualidade.
 
"Nós queremos ir embora após o encerramento dos Jogos sabendo que o evento foi um sucesso e que deixou um legado verdadeiro para o futuro. Os Jogos Olímpicos são uma oportunidade única de mostrar como o Brasil realmente é. Estou confiante que juntos podemos mostrar isso ao mundo", declarou.
 
"Foi uma conversa muito franca e descontraída", diz estudante
 
Em um formato dinâmico, os jovens também interagiram com o executivo tirando dúvidas sobre temas como a história dos Jogos, economia e educação, entre outros.
 
“Foi muito interessante conhecer a história dos Jogos Olímpicos. Por ser um evento esportivo, a gente não se dá conta que essa história existe. Foi um aprendizado muito importante”, contou o estudante de ciências sociais Vitor Del Rey.
 
A estudante de turismo Ana Cláudia Marinho, de 24 anos, também comemorou a iniciativa:
 
“Achei o debate muito positivo. Não imaginava que o estudante teria esse espaço para dialogar junto. Foi uma conversa muito franca e descontraída. Conseguimos enxergar um outro lado dos Jogos e ficamos mais abertos para ver os aspectos positivos”, afirmou.
 
Thomas Bach está no Rio para a reunião do Comitê Executivo do COI, que acontece de quinta a sábado (26-28), em Copacabana. Na véspera, ele se encontrou com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, quando a convidou para participar da cerimônia de acendimento da chama Olímpica na Grécia.


Foto: Rio 2016

0 Comentários