Diretor comercial do Comitê Rio 2016 descarta uso de verba pública


Renato Ciuchini, Diretor Comercial, diz que não será necessária a verba pública para cobrir gastos previstos no orçamento do Comitê Rio 2016 que foi divulgado semana passada. Para ele, as receitas com patrocinadores chegarão aos 95% concluídas até o fim deste ano.

Segundo o diretor, dos  R$3 bilhões previstos de patrocinadores, R$2,6 já foram fechados. E que os R$400 milhões restantes tem muita chance de aparecer ainda, mas que se não aparecer, a medida a ser tomada é a de economizar os gastos e não de utilizar verba pública para suprir isso.


(Foto: Vicente Seda)

“Já arrecadamos R$ 2,6 bilhões com os patrocinadores locais, faltam ainda R$ 400 milhões para chegarmos ao nosso orçamento. Isso chega com esses novos, temos várias negociações nesse momento. A Copa do Mundo foi muito boa, ajudou muito porque teve um sucesso muito grande e despertou um interesse muito grande de várias empresas”, comentou Renato.

A loja virtual de produtos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 será lançada ainda neste semestre. A expectativa entorno disso é grande.

“A gente espera que eles (produtos licenciados) gerem um negócio de um R$ 1 bilhão. A venda dos produtos. Mas não somos nós que vendemos. Temos um royaltie que gira em torno de 15% a 20%, então a nossa receita deve ficar em torno de R$ 150 milhões a R$ 200 milhões com esses produtos. É pequena dentro do orçamento, mas é importante do ponto de vista do engajamento da população, acaba ajudando no patrocínio, no ingresso”, disse o diretor sobre a loja virtual.




Fonte: globoesporte.globo.com

Postar um comentário

To Top