Coluna Lance Livre: Hora do Adeus de Kobe Bryant?


A notícia da semana foi mais outra contusão grave sofrida por Kobe Bryant, a terceira desde 2012. E o que mais se comenta é se Kobe terá força para mais uma vez voltar a ser o craque dos Lakers? O cenário já era desfavorável antes mesmo de sua contusão, pois com o fraco time que o Lakers tem, ele chegou a cogitar encerrar a carreira. E Kobe não deve ter a resposta agora, mas os próximos meses serão decisivos para sabermos se ele continua ou não sua gloriosa carreira. Então vou listar os prós e contras para sua aposentadoria

Prós

Time fraco do Lakers e sem projeção de melhora - Esse é um grave problema. O GM do Lakers, Mitch Kupchak fez um péssimo trabalho ao montar esse time do Lakers, dando um alto contrato pra nomes questionáveis para Jeremy Lin e Carlos Boozer, não acertar logo a dispensa de Steve Nash para abir mais o CAP. A tática Lakers de contratar jogadores consagrados não anda surtindo efeito, após o fracasso do contratação de Dwight Howard, que não se entendeu com Kobe. Uma reconstrução é necessária, talvez seduzir algum jogador de renome para vestir o uniforme do Lakers,e precisa ser feita logo, se não quiser perder o  Kobe e ficar de fora dos Playoffs por um longo período.

Histórico alto de contusões - Kobe infelizmente sofreu muitas contusões na carreira, 21 para ser mais exato, e as três últimas foram bem graves. Após uma fratura no joelho, um tendão de aquiles rompido, agora outro tendão rompido, agora do ombro, com certeza fazem Kobe pensar se vale a pena voltar à uma quadra e jogar basquete. Afinal, ele tem 5 anéis da NBA, bicampeão olímpico, bateu recentemente o recorde de pontos de Michael Jordan, para que se arriscar a ter outra contusão grave?

Idade avançada para a posição - A posição de Kobe, SG (ala-armador no português) é uma posição que exige certa velocidade e força. Claro que existem exceções, mas o estilo de Kobe tem força e velocidade, além do arremesso certeiro. Com uma nova geração surgindo, muitos deles fãs de kobe, tem essas características e mais um pouco. sua idade, somada às contusões e aos marcadores sedentos por poderem dizer que 'pararam' Kobe Bryant podem pesar na decisão também.


Contras

Idolatria dos torcedores do Lakers - Kobe Tem uma ligação fortíssima com o Lakers,Arrisco-me dizer que desde Magic Johnson um jogador é tão amado pela franquia. E com razão, os angelinos viram Kobe crescer e se transformar de revelação, à lenda. E Kobe sabe valorizar essa idolatria e se os fãs dos Lakers insistir, quem sabe ele faça a temporada derradeira

Contrato até 2016 - Outro motivo plausível é o contrato de Kobe Bryant, que vai até 2016. Kobe, por respeito, pode manter o seu compromisso e disputar essa última temporada, sem precisar rescindir nada e perder dinheiro (coisa que ele nunca gostou de perder)

Comandar o início de uma reconstrução na franquia - A opção mais importante talvez seja, essa. convencer Kobe a reconstruir o time e deixar o seu legado nele. Coma temporada pífia que o Lakers vem tendo, a chance de pegar um bom jogador no draft é alta. E se Kupchak usar melhor os neurônios para montar o time, pode fazer com que o Lakers tenha alguém que fique com o bastão quando Lakers se aposentar e ao mesmo tempo dar uma despedida digna para um grande jogador como Kobe, assim como aconteceu com Kareen Abdul Jabar passando o bastão para Magic Johnson, usando um exemplo da própria franquia


Shotclock

- Os reservas do All Star game foram selecionados, e senti falta de Kyle Korver no leste e Damian Liliard e DeMarcus Cousins no Oeste. No mais a escolha foi justa. Com as lesões de Kobe Bryant, Dwayne Wade e LaMarcus Aldridge, eles devem ser lembrados.

- Bauru e Flamengo duelam hoje, mais outro duelo das duas melhores equipes do Brasil no papel. Na prática, Bauru e Limeira estão nesse patamar, mas o Flamengo tem força pra entrar nesse bolo e a vitória contra o Bauru será fundamental.

- E na LBF, ninguém para o América. Mas o que me intriga nas estatísticas é que as 3 melhores cestinhas do torneio são estrangeiras. Entre as 10 primeiras só quatro são brasileiras, e uma apenas jogou o mundial de basquete no ano passado, a Clarissa. E sempre tivemos cestinhas no basquete feminino, agora temos que importar talentos...


Postar um comentário

To Top