Segundo médicos, Pistorius estava psicologicamente normal na época do crime


O painel médico, ao qual o velocista Oscar Pistorius (RSA) se submeteu no último mês para avaliar se ele tinha algum distúrbio mental na época em que matou a namorada Reeva Steenkamp, concluiu no seu relatório que ele estava normal e conseguia distinguir o certo do errado no momento do crime.

Lendo o relatório, o promotor de acusação, Gerrie Nel, falou que "Na época da ocorrência, o acusado não sofria de distúrbio ou desordem mental que afetaria a sua habilidade de distinguir o certo do errado da natureza dos seus atos."

Tanto o promotor, quanto os advogados de defesa, aceitaram a validade do relatório elaborado pelo painel, após 30 dias de avaliação de Pistorius.

O atleta alega que confundiu sua namorada com um invasor e que por isso atirou. Caso seja condenado, Pistorius pode pegar de 25 anos até a prisão perpétua.


Foto: AP
Fonte: Reuters


0 Comentários