Mundial de Judô 2013 - Dia 6 - Pratas para fechar uma boa campanha - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Mundial de Judô 2013 - Dia 6 - Pratas para fechar uma boa campanha

Compartilhe
Foto: Marcio Rodrigues/MPIX

Maria Suelen Altheman e Rafael Silva conseguiram mais duas medalhas de prata para o Brasil, e o país terminou em 4° lugar no quadro de medalhas do Mundial de Judô 2013 contando apenas os eventos olímpicos - no domingo, teremos os eventos por equipes, que não são olímpicos. Foi a chave de ouro na grande participação do Brasil no primeiro Mundial de Judô deste ciclo olímpico. Os outros brasileiros que combateram no Maracanãzinho hoje, Renan Nunes e Luciano Corrêa não conseguiram furar as primeiras fases e terminaram eliminados precocemente.

Na categoria acima de 78kg feminino Maria Suelen venceu sua primeira luta contra Issanova Gulzhan (KAZ) após a asiática receber quatro punições (shidos) e a rival ser eliminada. Nas quartas de final, Maria foi suprema: com apenas 32 segundos de luta, ela imobilizou a sul-coreana Kim Eun Kyeong.

A atleta brasileira teve uma luta duríssima contra a francesa Emilie Andeol, e a vitória só veio porque a francesa tinha mais punições. O desafio final seria contra a campeã olímpica e mundial Idalys Ortiz. Maria Suelen ainda segurou o resultado, mas após sofrer uma punição, tentou atacar e sofreu uma imobilização da cubana, perdendo a luta e ficando com a prata. Jung Eun Lee (KOR) e Megumi Tachimoto (JPN) ficaram com o bronze na categoria.

Foto: Marcio Rodrigues/MPIX
Pela categoria acima de 100kg masculino, Rafael Silva passou fácil pelos dois primeiros adversários: Iurii Krakovetski, do Quirguistão; e Ryu Shichinohe do Japão, respectivamente. Nas semifinais, Rafael enfrentou o alemão Andreas Tölzer. A luta contra o medalhista de prata olímpico foi duríssima e o brasileiro passou para a final após punição dada ao alemão, que deu vantagem para Rafael.

A final seria contra o 'apenas' pentacampeão mundial e campeão olímpico, o francês Teddy Riner, que não perde na categoria desde os Jogos Olímpicos de Pequim-2008. Era explícito o domínio de Teddy, e o francês conseguiu imobilizar o brasileiro na metade do combate. Os bronzes terminaram com o tunisiano Faicel Jaballah e Andreas Tölzer.

Os brasileiros da categoria até 100kg acabaram eliminados cedo. Luciano Corrêa venceu seu primeiro combate contra o tcheco Michal Horak com um ippon, mas foi derrotado pelo francês Cyrille Maret na segunda rodada, com uma imobilização. Já Renan Nunes perdeu em sua luta de estreia. O algoz foi o alemão Dimitri Peters, que bateu Renan com um yuko.

Peters terminou com o bronze, ao derrotar o uzbeque Soyib Kurbanov. O outro bronze terminou com Lukas Krpalek (CZE), que derrotou o japonês Takashi Ono. O ouro ficou com o azeri Elkhan Mammadov, que na final, bateu o holandês Henk Grol com um waza-ari e um yuko de vantagem.

Quadro de medalhas (por Totallympics):

Posição
País
O
P
B
Total
1
Japão
3
1
3
7
2
França
2
2
3
7
3
Cuba
2
0
0
2
4
Brasil
1
3
2
6
5
Mongólia
1
1
0
2
6
Azerbaijão
1
0
1
2
7
Colômbia
1
0
0
1
7
Israel
1
0
0
1
7
Kosovo
1
0
0
1
7
Coreia do Norte
1
0
0
1
11
Holanda
0
2
3
5
12
Geórgia
0
2
0
2
13
Alemanha
0
1
4
5
14
Cazaquistão
0
1
0
1
14
Estados Unidos
0
1
0
1
16
Coreia do Sul
0
0
3
3
17
Bélgica
0
0
2
2
17
Rússia
0
0
2
2
19
República Tcheca
0
0
1
1
19
Grécia
0
0
1
1
19
Eslovênia
0
0
1
1
19
Tunísia
0
0
1
1
19
Ucrânia
0
0
1
1
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário