Michael Johnson afirma que Bolt é o melhor da história: "Não há dúvidas" - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Michael Johnson afirma que Bolt é o melhor da história: "Não há dúvidas"

Compartilhe




Os três ouros conquistados em Moscou dão ainda mais peso ao posto de lenda. E, mesmo entre os maiores, Usain Bolt é encarado como tal. Em sua coluna no site da BBC, Michael Johnson, dono de quatro ouros olímpicos e oito títulos mundiais, afirmou que não há dúvidas de que o jamaicano é o maior nome do atletismo de todos os tempos.

"Usain Bolt é o número 1, não há nenhuma dúvida em relação a isso. Ele é o melhor que já existiu. Eu nunca vi um atleta com a habilidade de dominar dois eventos diferentes sem muito esforço. Eu realmente acredito que, se Bolt tivesse começado a treinar nesse ano, fazendo os mesmos exercícios, apenas correndo alguns tiros de 200m, sem treinar duro, apenas para manter a forma, ele ainda venceria os outros. Isso é o quanto ele é talentoso e isso é impressionante. Você não pode comparar Bolt a nenhum outro atleta. Mo Farah, por exemplo, é talentoso, mas não tem nenhum talento do outro mundo como Bolt tem. Ele é incrível e não se pode compará-lo a nenhum outro atleta que já existiu."

Para Johnson, Bolt não estava na melhor de sua forma em Moscou. Mas, diante da tranquilidade com a qual o jamaicano levou as medalhas, o americano lembrou que o Raio não teve rivais à altura no Mundial.

"Eu não me impressionei com a maneira que ele se apresentou nesse Mundial porque ele não estava em uma boa forma. Ele havia tido problemas com lesões e, além disso, vários dos principais velocistas do mundo, aqueles que pensávamos que poderiam desafiá-lo, não estavam lá. Não é culpa do Bolt que Tyson Gay e Asafa Powell foram suspensos por falharem nos exames de doping ou que Yohan Blake estivesse machucado, mas é um azar para fãs como eu por ele não ter sido desafiado."

Para Johnson, Bolt tem um caminho relativamente tranquilo para se manter no topo.

"Seria difícil para a maioria dos atletas dominar durante tanto tempo como Bolt, mas não é tão difícil para ele porque ele é muito melhor que todos os outros. Na verdade, é fácil para Bolt. Ele poderia, inclusive, se forçar ainda mais. Eu não sei se ele poderia quebrar mais recordes a este ponto porque ele tem problemas físicos, mas, entre 2008 e 2012, ele certamente poderia ter corrido mais rápido."

Bolt saiu de Moscou com o bicampeonato mundial nos 100m e o tri nos 200m e no revezamento 4x100m. No total, o jamaicano soma oito ouros e duas pratas em mundiais, ultrapassando Carl Lewis, que tem o mesmo número de medalhas, mas com um bronze no lugar de uma das pratas.

Fonte: Globoesporte.com
Foto: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário