Dia 1 - Liga Mundial de Hóquei na Grama masculino. - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias


Por Felipe Andrade e Marcos Antônio

Na estreia da 2ª rodada da Liga Mundial de Hóquei na Grama em solo brasileiro, o Brasil teve uma estreia ruim frente à África do Sul: 9 a 0 para a seleção sul-africana. E nas outras partidas, a Argentina também fez um placar elástico, em cima de Trinidad e Tobago: 9 a 2. Fechando o dia, o Chile venceu os Estados Unidos por um placar magro: 1 a 0.

Brasil x África do Sul



O Brasil vinha como o "azarão" contra os sul-africanos. A equipe africana - 12ª do mundo, comandou praticamente todas as ações no primeiro tempo. O Brasil ainda chegou a chutar a gol, mas poucos lances realmente perigosos ao goleiro sul-africano Pieterse. Com isso, a África conseguiu abrir um placar largo logo no 1° tempo: 6 a 0 (gols de Haley, Smith, Paton, Norris-Jones e dois de Panther).

No 2° tempo, o Brasil ainda segurou por vários minutos os ataques sul-africanos, e ainda chegou com perigo à defesa dos adversários. Porém, o ímpeto diminuiu e culminou nos três gols marcados no 2° tempo, com direito a hat-trick de Clinton Panther.

Ashlin Freddy, jogador de defesa sul-africano disse que "foi uma grande estreia, estamos no caminho certo." O treinador Anton van Rooyen foi mais cauteloso: "Foi um bom jogo, mas a diferença no ranking em relação ao Brasil pesou na partida."


Murilo Souza, do Brasil disse que "já sabíamos que seria um jogo difícil, tentamos fazer uma marcação mais adaptada ao estilo de jogo deles, que era um estilo rápido, mas não deu." André Patrocínio afirmou que "Já tínhamos enfrentado os sul africanos no pré olímpico e tínhamos perdido por 11 a 1. Agora 9 a 0 e essa distância tem que diminuir, com muito trabalho nosso,treinando forte, para tomar menos gols até o dia que conseguirmos vencê-los"


Argentina x Trinidad e Tobago



Trinidad (34ª do ranking) conquistou a torcida presente no Complexo de Deodoro. A cada chegada do time no ataque, a torcida fazia festa (e tripudiava dos argentinos). Mas dessa vez, a torcida não ganhou o jogo. Com um time bem superior, os hermanos acabaram passeando no 1° tempo. 5 a 0 no primeiro tempo, atuação destacada de Rodrigo Villa e Schickendantz.

A Argentina manteve o ritmo forte no início do 2° tempo. Schickendantz fez o 6°, Peillat fez o 7° e 8°, e Lucas Villa, o 9°. Tudo se encaminhava para mais uma partida com apenas gols de uma seleção. Até que Christopher Scipio abriu o marcador para Trinidad e Tobago, fazendo os que ainda restavam nas arquibancadas comemorarem o gol como se fosse do Brasil. Whitington ainda fez o 2° de honra de Trinidad, mas já era tarde. 9 a 2 para a Argentina.

O treinador de Trinidad, Kirth Davis disse que foi um resultado "esperado, pelo nível da seleção Argentina". Mas disse também estar contente com os gols marcados. E "espera um jogo duro contra o Chile". Já o jogador Shane Legerton falou da torcida: "Creio que torceram por nós por sermos azarões. Mas agradecemos o apoio de todos".

Lucas Villa, da seleção Argentina, afirmou que " a primeira partida de um torneio é a mais difícil, o campo não estava muito bom, mas marcamos uma boa quantidade de gols e isso é o mais importante"

Chile X USA

Um jogo tenso e brigado aconteceu de tarde e em temperatura mais amena, entre chilenos e norte americanos. Fernando Fernandes acabou marcando o gol da vitória chilena por 1 a 0.


Nenhum comentário:

Postar um comentário