U.S. Open de Tênis - Analise da Chave Masculina







-Atual líder do ranking da ATP, Roger Federer não deve ter dificuldades para chegar às semifinais do torneio. Estreia contra o americano Donald Young, que na semana passada quebrou sua série de 17 derrotas seguidas, e deve ter Phau e Verdasco, já fora de seu auge, nas rodadas seguintes. Nas oitavas um provável encontro com Fish e suas contusões, ou Simon, que já venceu Federer, mas não parece estar tão bem e pode cair para o saque de Karlovic antes. Para as quartas, o suíço tem maiores chances de pegar Berdych ou Almagro, mas ambos tem estreias perigosas, contra Goffin e Stepanek, respectivamente.

-O adversário de Federer na semifinal sai de uma chave relativamente forte. O grande favorito é o escocês Andy Murray, mas pode ter um jogo perigoso com Raonic nas oitavas, e deve encontrar Tsongaou então o japonês Nishikori, nas quartas. Na terceira rodada, Murray pode enfrentar Bellucci. O brasileiro, se tem boas chances de passar por Pablo Andujar na estreia, não é favorito em um possível jogo com Feliciano Lopez na segunda.

-O quarto encabeçado por David Ferrer colocará uma "zebra" nas semis. Com uma chave mais fraca, em função da desistência de Rafael Nadal, a grande esperança local é que John Isner vá longe. Tipsarevic e Gasquet também podem surpreender. Nesta chave está Ricardo Mello, que veio do quali, e tem boas possibilidades de passar pelo esloveno Zemlja, mas deve perder para Troicki na segunda partida.

-Na chave debaixo Djokovic deve chegar às semis. O atual campeão do torneio tem uma estreia fácil contra Lorenzi, e não deve ter problemas com Gabashvili ou com o brasileiro Rogério Dutra Silva na segunda rodada. Ainda que seja favorito, não pode descuidar na terceira rodada contra Wawrinka ou Benneteau, e nas oitavas pode até pegar o campeão de 2003, Andy Roddick (em péssima fase), mas o confronto mais provável é contra Juan Martin del Potro. O argentino, aliás, tem um "clássico local" logo na estreia, contra o ex-campeão do ATP Finals, David Nalbandián.

0 Comentários