COB pede revisão de resultado na luta de Esquiva Falcão em Londres










O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) informou ter enviado nesta sexta-feira uma carta à Associação Internacional de Boxe (Aiba) solicitando a revisão do resultado da final do boxe envolvendo Esquiva Falcão nos Jogos Olímpicos de Londres. A decisão, segundo a entidade, foi tomada após a divulgação de notícias nos jornais brasileiros de que o árbitro polonês Mariusz Gorn se arrependeu de ter punido o pugilista brasileiro com a perda de dois pontos, no combate que decidiu a medalha de ouro olímpica da categoria até 75Kg. A vitória ficou com japonês Ryota Murata, por 14 a 13.

 "A decisão ocorreu após o COB tomar conhecimento, através de notícias publicadas nos jornais brasileiros, de que o árbitro polonês Mariusz Gorn se arrependeu de ter punido Esquiva Falcão com a perda de dois pontos", disse o comitê em nota.

"Tudo indica que houve um erro de interpretação do árbitro, por isso pedimos que a AIBA reveja o resultado final da luta. O COB tem o dever de lutar pelos interesses dos atletas brasileiros", afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.



0 Comentários