2+0+1+2 perguntas para: Caroline Kumahara - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

2+0+1+2 perguntas para: Caroline Kumahara

Compartilhe


A sétima entrevistada do 2+0+1+2 entrevista é a mesa-tenista Caroline Kumahara, que garantiu uma vaga nos Jogos Olímpicos em Março, durante o Pré Olímpico Latino Americano de Tênis de Mesa, realizado no Rio de Janeiro.


1ª Fale um pouco da sua vida e sua carreira no Tênis de Mesa.

Minha vida é 100% tenis de mesa, dedico todo o meu tempo para treinar, me preparar fisicamente e nos fins de semana geralmente só descanso. Tudo começou com campeonatos de não-federados, depois um resultado um pouco melhor no intercolonial (treinei na mesa da minha casa só com o meu pai durante as férias de fim de ano enquanto minha técnica viajava), quando ela viu que eu tinha melhorado e me chamou para treinar com ela todos os dias (até então só treinava duas vezes por semana na escolinha chamada ACREPA, em SBC). Comecei a jogar os campeonatos da federação paulista, onde variava de posições de 1a a 3a. Dois anos depois, com 12 anos (2o ano de mirim), ganhei a 1a vaga para seleção infantil e fui jogar o sul-americano, onde o resultado não foi muito bom, mas estar la ja era uma vitoria. No ano seguinte (2009) conquistei o titulo sul-americano e latino americano infantil, 2o lugar no circuito mundial infantil (Argentina) e 3o lugar no circuito mundial infantil (Chile) e classifiquei para representar a Pan America no campeonato mundial infantil. Em 2010, 1o lugar no sul-americano infantil, 1o lugar no latino americano juvenil, classificação para os jogos olimpicos da juventude em Singapura, joguei muitos circuitos mundiais infantil e juvenil (1o lugar na categoria juvenil na Argentina) e representei a Pan America no campeonato mundial infantil (2o lugar em duplas com a americana Ariel Hsing e 4o lugar por equipes). Em 2011, 1o lugar no sul-americano juvenil, muitos outros circuitos mundiais e participação nos Jogos Pan-americanos em Guadalajara. Em 2012 o titulo por equipes no Latino Americano (RJ) e a classificação para Londres 2012.

2 ª Com a vaga recém conquistada no Latino Americano de Tênis de Mesa, como vai ser a sua preparação visando Londres?

 Os treinos sempre foram muito fortes, sempre no limite, então o treinamento vai continuar sendo puxado, como sempre foi intenso ao maximo, dificil dizer que vou treinar mais agora, com a classificacao. Acredito que devemos sempre treinar para melhorar o nível, e não treinar mais porque "tal" campeonato está chegando (claro que alguns campeonatos têm mais importância e deve haver um foco maior para tais).

3ª Como se sente ao disputar a primeira Olimpíada com apenas 16 anos?

Algo que era distante pouco tempo atras, mas que sempre foi um objetivo, um sonho e que consegui realizar. Sempre lutei muito pelos meus objetivos, pelos meus sonhos, dando o meu melhor a cada dia, e sei que ter conseguido a classificacao não foi um resultado que veio facil, então enxergo como recompensa por todo o esforço, não só meu (de jeito nenhum), mas de todos que estão ao meu lado me ajudando dia-a-dia (tecnicos, familia, patrocinios). Então, me sinto muito feliz de ter classificado, sensacao de dever cumprido, mas a ficha talvez so caia quando eu estiver la, numa vila olimpica, com os melhores atletas de cada modalidade, de todos os paises.


4ª Hugo Hoyama é uma lenda do esporte brasileiro (seis Olimpíadas seguidas), ele te dá muitos conselhos para as competições? 

Bom, não convivo muito com o Hugo e não somos muito proximos, mas nas viagens ou nos treinamentos onde todos se reunem, sempre que ele pode me ajuda, me aconselha, me ensina.

5ª Deixe algumas palavras para os leitores do blog.

Gostaria apenas de deixar algumas informações minhas e agradecer a ajuda de todos e aos leitores. Treino em São Caetano do Sul (maior polo do tenis de mesa brasileiro atualmente), de onde recebo toda uma estrutura para render o meu melhor, onde me apoiam e me ajudam com tudo; agradecer também aos meus tecnicos que me ajudam MUITO sempre, ao meu pai que esta sempre comigo e toda minha familia; ao ministerio do esporte, CBTM e Butterfly.

Nenhum comentário:

Postar um comentário