Campeã Olímpica na Patinação Artística, Alina Zagitova anuncia pausa na carreira


A campeã olímpica de PyeongCheng-2018 na Patinação Artística, Alina Zagitova, da Rússia, anunciou que está suspendendo sua carreira competitiva, sem estipular data para retorno. Zagitova, de 17 anos fez o anúncio dois dias depois de confirmar que não participaria dos Campeonatos Nacionais da Rússia, aparentemente por conta de uma lesão no quadril.

"Não estou saindo, mas não vou participar dos Campeonatos Nacionais da Rússia, Quero deixar claro que sem passar pelo procedimento seletivo (definido pelos Nacionais), não vou fazer nenhum pedido para participar do Campeonato Europeu ou do Mundial. Eu sempre fui escolhida para participar em competições justas", declarou Zagitova em uma transmissão especial do Channel One russo.

A campeã olímpica disse que mesmo sem competir deve seguir treinando com a mesma técnica, Eteri Tutberidze, no mesmo clube Sambo-70 de Moscou onde construiu sua carreira desde a categoria junior. Há alguma controvérsia na afirmação, já que Zagitova teria sido vista treinando para shows na pista do CSKA—outro clube de Moscou, rival histórico do Sambo-70, e as asperezas no relacionamento entre os clubes tem sido recorrentes através dos anos. Eteri Tutberidze, no entanto, não fez nenhuma declaração sobre a presença de Zagitova no clube rival, se atendo a comentar apenas o comunicado: "Essa é a decisão dela e infelizmente não saiu do vento. Alina tem falado nisso já por 18 meses, não foi uma surpresa. Os últimos 18 meses em que ela se manteve competindo e lutando foram difíceis".

Tutberidze elogiou a atleta e disse que espera que ela volte a competir algum dia: "Ela patina bonito, tem muito boa figura no gelo, então toda a equipe de técnicos tentou convencê-la a continuar. Acho que em algum momento ela vai chegar a essa decisão (de voltar): ela nem mesmo fez uma pausa em seus treinos, então ela pode voltar a qualquer momento".

Zagitova é a detentora de um recorde raro em todas as categorias de patinação: venceu todos os principais torneios e competições maiores do calendário regular da ISU—Grand Prix, Mundial e Campeonato Europeu—além de obter ouro na prova individual feminina e prata na prova por equipes das Olimpíadas de Inverno de PyeongCheng-2018. Alina Zagitova, como toda a equipe russa liberada para disputar as olimpíadas na Coréia disputou a competição sob bandeira neutra, após a Rússia ser banida dos jogos por conta dos escândalos de uso de doping e fraudes em laboratórios do país. Há quatro dias o COI anunciou nova punição para a Rússia, que seguiu mesmo após as sanções tendo casos de uso de doping flagrados, e evidências de tentativas de fraude em resultados de exames de atletas. Essas novas sanções podem se estender até as Olimpíadas de Inverno de 2022 em Beijing, onde Zagitova defenderia seu título.

Dona de uma patinação dinâmica e rica em elementos de solo e piruetas, mas sem saltos de mais alta complexidade como quádruplos ou triplo Axel, Alina Zagitova na temporada de 2019, acabou se vendo relegada ao segundo plano no cenário de competições após a ascensão de suas colegas de treino e rivais Alena Kostornaia, Anna Shcherbakova e Alexandra Trusova, que elevaram o patamar de saltos de programas femininos ao mesmo nível encontrado em programas do individual masculino. Especula-se que a ausência de Zagitova em competições possa estar ligada a algum programa de treinamento específico para o desenvolvimento desses saltos em sua patinação, mas nada foi confirmado.

Foto: TASS

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes