Rafaela Silva se coloca em suspensão voluntária e não competirá mais em 2019



A judoca Rafael Silva, à espera de seu julgamento pelo resultado analítico adverso por fenoterol nos jogos Pan-americanos de Lima, decidiu se colocar em suspensão provisória voluntária a partir do dia 25 de outubro, e não pode competir mais em 2019. As informações são do diário 'Lance!'

A brasileira, que afirma ser inocente, perdeu a medalha de ouro conquistada no evento continental, na categoria até 57kg. A defesa apresentará sua tese em audiência, que ainda não tem data marcada, e espera mostrar que a atleta não teve culpa alguma. Se isso acontecer, ela poderá voltar a lutar e recuperar o título. 

A pena para doping por Fenoterol varia entre uma advertência até dois anos de suspensão se for comprovada a ausência de intenção, mas com algum grau de negligência. Isto poderia deixá-la fora dos Jogos de Tóquio-2020. Se for concluído que houve intenção, o gancho é de quatro anos.


Em entrevista ao diário Lance!, o advogado Bichara Neto, que defende Rafaela Silva, demonstrou confiança: "Reunimos uma documentação bastante consistente, com provas e dados científicos. Montamos uma defesa sólida e acreditamos que obteremos o melhor resultado"

Rafaela contou em entrevista coletiva em setembro que esteve com Lara, filha da judoca Flávia Rodrigues, também do Instituto Reação, no dia 4 de agosto. E acredita que o Fenoterol entrou em seu organismo após ela deixar a criança chupar seu nariz. O fato de a judoca fazer sauna na ocasião pode ter facilitado o contato.

A suspensão provisória neste caso não é automática, já que a medalhista foi flagrada com uma substância especificada pela Agência Mundial Antidoping (Wada). A decisão de suspender ou não cabe à Federação Internacional de Judô (IJF, em inglês), que optou por deixar Rafaela competindo

Foi por isso que Rafaela entrou no tatame e até foi ao pódio mesmo depois de cair no antidoping - ela foi bronze no mundial de judô e campeã mundial militar. Por ter optado pela suspensão voluntária, ela, se for suspensa, terá a pena contada desde a data em que se afastou do esporte.

foto:divulgação/CBJ
com informações do diário 'Lance!'


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes