Simone Biles debocha de Federação Internacional de Ginástica por não ter nota máxima em movimento que criou



A ginasta americana Simone Biles externou com deboche sua insatisfação por não ter obtido nota máxima da Federação internacional de ginástica (FIG) pelo movimento que ela criou no aparelho da trave de equilíbrio e que no momento, só ela faz.  

A acrobacia (um duplo mortal com dupla pirueta) iria render a ela o equivalente à letra I, mas, agora, vai valer H. Com risos e a palavra "besteira", a dona de quatro ouros olímpicos e 14 em Mundiais mostrou sua indignação no twitter por seu novo movimento não ser considerado nota máxima na trave, que ainda não tem elementos J. Em seguida, a americana ainda curtiu comentários a favor dela e contra a Federação.

Outro movimento da ginasta, dessa vez no solo, que inicialmente valeria I, foi "promovido" e vai valer J, o maior do código da ginástica artística feminina por conta do seu altíssimo grau de dificuldade. Ambos os movimentos foram apresentados por Biles pela primeira vez em competições em agosto deste ano, no campeonato nacional nos Estados Unidos. Para batizá-los com seu nome, no entanto, a supercampeã precisa executá-los com perfeição em um evento com chancela da FIG, como é o caso do Mundial. Cada letra, de A a J, vale 0,1 a mais de valor de dificuldade na hora dos árbitros darem as notas.

O site globoesporte.com fez um excelente infográfico demonstrando os novos movimentos de Biles, o que você pode ver nesse link https://interativos.globoesporte.globo.com/ginastica-artistica/especial/simone-biles. Veja abaixo o tweet de Biles:



foto: Ricardo Bufolin/CBG/Panamerican press

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes