Grand Slam de Brasília de Judô começa neste domingo com 20 atletas brasileiros no tatame


O Centro Internacional de Convenções do Brasil vai ferver neste domingo, 06. O Grand Slam de Judô Brasília 2019 terá a presença de alguns dos melhores atletas do mundo, na competição que garante até 1000 pontos no ranking mundial da FIJ, importantíssimos na corrida por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Logo no primeiro dia, a partir das 10h30 (de Brasília), cinco categorias disputam medalhas no tatame do CICB: Ligeiro, Meio-Leve e Leve feminina (48kg, 52kg e 57kg) e Ligeiro e Meio-Leve masculina (60kg e 66kg). 

Campeão do último Grand Slam do ano, em Baku, no Azerbaijão, o medalhista olímpico Felipe Kitadai (60kg) se mostra tranquilo e espera o apoio da torcida desde o primeiro duelo dos judocas em Brasília.

"A gente faz judô desde os cinco anos, então é muito prazeroso poder desfrutar desses momentos. E o Grand Slam vem como consequência. A cada ano que passa vou levando com tranquilidade e fico feliz de poder lutar no Brasil mais uma vez. Espero ter o mesmo calor da torcida que tive em 2016 no Rio", disse o atleta, 7º colocado nos Jogos do Rio.

Renan Torres (60kg), que fará sua estreia em Grand Slam, recebeu elogios de Kitadai. Medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o atleta do SESI entra confiante para conquistar um bom resultado em casa.

"Fiz uma grande competição no Pan, ganhei confiança e estou no meio de um processo com a seleção brasileira, absorvendo bastante para a minha carreira. O Grand Slam é um evento de luxo. Darei meu melhor aqui para conseguir um bom resultado e levar toda essa experiência para o Mundial Júnior", avaliou Renan.

No feminino, a cearense Yasmim Lima, estreante da categoria Meio-Leve (52kg), estar com a delegação brasileira no Grand Slam é a concretização de um sonho, onde a recompensa veio com muito esforço e dedicação. A chance de consolidar o nome entre os maiores atletas do judô nacional é a motivação para a caminhada no torneio.

"Estou muito grata pela convocação e para mim é uma oportunidade de dar o meu melhor, de mostrar meu potencial e alcançar meus sonhos. Me preparei muito para essa competição. Então, é dar o melhor pelo Brasil e deixar tudo no tatame. Estou bem ansiosa, porém muito focada. Sei o que fazer e espero ir bem para sair com uma medalha na competição", projetou Yasmim.

Foto: CBJ/Rafal Burza

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes