Gangues chinesas participam de esquema ilícito em venda de ingressos para Tóquio 2020


rupos criminosos chineses estão envolvidos em um esquema para ganhar dinheiro em cima da revenda de ingressos para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 com preços absurdamente mais altos do que os oficiais. As informações foram passadas por um cidadão chinês envolvido nesses casos e noticiadas pelo jornal South China Morning Post, situado em Hong-Kong.

A demanda por ingressos para os eventos é tão alta que facilita o trabalhos desses grupos. E apesar da pessoa registrada para comprar o ingresso ser a única que possa entrar no estádio, o nome do proprietário pode ser alterado on-line possibilitando que os compradores chineses burlem o sistema de segurança e consigam revender os tickets, de acordo com o jornal.

Em entrevista ao jornal chinês, a fonte não gostaria de ser identificada. Segundo ele, no esquema "futebol, basquete, tênis de mesa, voleibol e natação estavam em alta demanda. A maioria dos compradores eram pessoas ricas. Temos muitos deles na China hoje em dia."

Segundo este mesmo informante, ele conseguiu revender um ingresso para a final de futebol masculino, que custou 632 dólares (R$) por quase 6 mil dólares. A estimativa é que os revendedores chinesas haviam comprado cerca de 300 000 ingressos na primeira rodada de ofertas de 3,9 milhões em maio.

Foto: Jon Curnow/Flickr

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes