Coluna Ninhonde wa Surto - Onsen, para relaxar e se revigorar


Luane L.Magalhães Shimabuku

Quem já assistiu alguns doramas (não sabe o que é isso? Nas colunas antigas tem até dica de alguns) já se deparou com algumas cenas dos personagens em um Onsen. Os Onsens são as águas termais japonesas em que as temperaturas variam entre 42 a 52 graus celsius. São milhares de fontes em todo o arquipélago e elas são resultados da atividade vulcânica bastante presente na região.

Queeeentes, as cidades que ficam nessas regiões de termas concentram grandes spas onde o pessoal costuma ir para relaxar - e como não? Existe alguma coisa mais relaxante do que água quente? - e se revigorar. De quebra, as paisagens muitas vezes são estonteantes principalmente no inverno. Afinal, a neve acumulada ao redor e a água quente nas termas rendem uma vista estonteante.

Pesquisando, achei algumas regras de comportamento nos Onsens. Vale dizer, que muito deles podem soar estranhos para nós, brasileiros, uma vez que é proibido entrar nas piscinas vestido com qualquer peça de roupa. Isso mesmo que você leu: somos o país do carnaval, descendentes de índios, mas temos problemas com nudez. Os japoneses, para os banhos, não. Porém, muitos desses locais separam mulheres de homens em seus seus ambientes assim como as tradicionais casas de banho que sempre aparecem em filmes que retratem a yakuza.

Vamos primeira às normas de comportamento e depois alguns dos Onsen mais famosos do Japão. Faz sentido, né? primeiro a gente aprende a se comportar e depois, visita mesmo que em foto. 


Limpeza: Num onsen, tal como num sento, os visitantes devem lavar o corpo e secar-se antes de entrar na água quente. Os banhos interiores disponibilizam pequenos bancos para os visitantes aí se sentarem e tomarem uma ducha.

Vestes: Muitos onsens tradicionais no Japão rural têm regras que proíbem o uso de vestes no banho, argumentando que tornam a limpeza mais difícil. Nas cidades, alguns onsen encorajam o uso de fatos de banho (como yukatas), em especial nos banhos mistos.

Toalhas: Os visitantes usam geralmente uma pequena toalha-avental. Alguns permitem a imersão da toalha, outros proíbem-na. É frequente ver os japoneses com as toalhas dobradas sobre a cabeça.

Ruído: Os onsens são geralmente considerados um refúgio da conturbada vida estressante que os japoneses levam, de modo que o ambiente é calmo e relaxante. É frequente a representação do monte Fuji nas paredes, o que, segundo a tradição, encoraja a calma e a meditação.

Dois dos Onsens mais populares e antigos do Japão
Shima Onsen:
Localizado no norte da província de Gumma é uma estância com mais de 40 fontes termais e conta com uma boa rede de hotéis, casas de banho públicas e escalda pés. É uma das estâncias mais famosas de Onsens. Conhecido por ser bastante tranquilo.

Nazu Onsen:
Nesta instância os banhos termais começaram a ser explorados entre o ano de 710 e 1185, o chamado período Nara. Na província de Nasu Kōgen e no caminho que leva para o monte Nasudake o visitante pode aproveitar as propriedades restauradoras das águas termais locais. 


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes