Brasileiros conquistam pontos para ranking olímpico no Aberto do Quirguistão de Pentatlo Moderno


O Brasil esteve presente no Aberto do Quirguistão de Pentatlo Moderno, que foi realizado neste fim de semana. Além das medalhas, a competição no país asiático distribuiu valiosos pontos para o ranking olímpico que vai definir as últimas vagas da modalidade para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. E teve pentatleta brasileiro no top 10 do torneio tanto no evento feminino, quanto masculino.

No masculino, que reuniu 28 nomes de 13 países, Danilo Fagundes foi o sétimo, depois de conquistar 1.391pontos, William Muinhos o 19º com 1.281 pontos e Felipe Nascimento o 22º com 1.086. No feminino, que teve 25 competidoras de 12 países, Priscila Oliveira foi a oitava com 1.242 pontos e Isabela Abreu a 13ª com 1.175.

Nas provas entre os homens, Danilo teve 14 vitórias na esgrima, que lhe valeram 210 pontos. Felipe e William tiveram 13 vitórias na luta com a espada, convertidas em 202 pontos. Na natação, Felipe nadou os 200 metros estilo livre em 2min05s44, que lhe rendeu 300 pontos, Danilo em 2min8s85 (293) e William em 2min20s24 (270). 

No hipismo, Danilo atingiu a pontuação máxima (300) e William conquistou 293 pontos. Felipe não pontuou nos saltos com o cavalo. Já no laser-run, Danilo terminou as quatro séries de 800 metros de corrida intercaladas com cinco acertos de tiro a laser em 22min52s13, que foram convertidos em 588 pontos. Na prova, Felipe cravou os 11min56s58 (584) e William os 13min04s80 (516).

Entre as mulheres, Priscila teve 13 vitórias na esgrima, convertidas em 218 pontos, e Isabela 11 (202). Na natação, Isabela nadou em 2min23s432 (264) e Priscila em 2min23s88 (263). No hipismo, Priscila conquistou 293 pontos e Isabela 283. No laser-run, Priscila cruzou a linha de chegada em 13min52s70 (468) e Isabela em 14min34s32 (426).

Espanha e Geórgia vencem as competições
O grande campeão entre os homens do Aberto do Quirguistão, que aconteceu na capital Bishkek, foi o espanhol Alex Heredia Vives, que somou 1.424 pontos. A prata ficou com o italiano Giuseppe Mattia Parisi e o bronze com o turco Bugra Uma; ambos somaram 1.419 pontos.

Entre as mulheres, o ouro foi para a georgiana Polina Matyukrevich, que teve 1.328 pontos. O segundo lugar ficou com a finlandesa Laura Salminen, com 1.289, e o bronze com a italiana Aurora Tognetti, com 1.279.

A competição no Quirguistão foi a terceira que vale pontos para o ranking olímpico, que definirá as últimas 12 vagas (seis em cada gênero) para Tóquio 2020. Até junho do ano que vem, quando todas as vagas estarão definidas, serão mais outros oito torneios. 

Até o momento, o Pentatlo Moderno brasileiro tem garantido em Tóquio 2020 a jovem Ieda Guimarães, de apenas 19 anos. Ela conquistou sua vaga ao ser a melhor pentatleta sul-americana nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, no fim de julho, no Peru.


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes