Brasil participará da primeira edição dos Jogos Mundiais de Praia com 77 atletas


A temperatura vai esquentar ainda mais em Doha, no Catar, entre os dias 12 e 17 de outubro, com a realização da primeira edição dos Jogos Mundiais de Praia. E o Time Brasil já está pronto para sua primeira missão multiesportiva depois dos Jogos Pan-americanos. Representado por 77 atletas em nove modalidades, o país terá medalhistas olímpicas e campeãs mundiais na delegação organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Em Doha, Brasil terá representantes em nove das 14 modalidades da competição: basquete 3x3, futebol de praia, handebol de praia, maratonas aquáticas, tênis de praia, vela (classe Kitefoil), vôlei de praia, wakeboard e luta de praia.

"O Brasil tradicionalmente tem ótimo desempenho em esportes de praia, por isso estamos confiantes numa boa participação na estreia dos Jogos Mundiais de Praia. Ofereceremos a todos os membros do Time Brasil uma estrutura de serviços com qualidade e eficiência. Nosso objetivo é potencializar os resultados das modalidades de praia", afirmou Mariana Vieira de Mello, chefe da Missão Brasileira em Doha. Mariana também liderou a delegação nacional nos Jogos Sul-americanos de Praia, em março, em Rosário, quando o COB enviou pela primeira vez uma missão coordenada integralmente por mulheres.

Entre os destaques do Brasil no evento estão a maratonista aquática Ana Marcela Cunha, cinco vezes campeã mundial, as medalhistas olímpicas e campeãs mundiais de vôlei de praia, Bárbara Seixas e Juliana, além de Aline Silva, primeira atleta do país a conquistar uma medalha em um Mundial de Wrestling. No tênis, o Time Brasil terá a força da líder do ranking mundial, Rafaella Miller, e de Joana Cortez, detentora de três medalhas em Jogos Pan-americanos na quadra. Marcelo "Marreco" Giardi, ouro no Rio 2007 e prata em Guadalajara 2011 no wakeboard, é outro que pode brilhar em Doha. O Brasil também está entre as potências mundiais no handebol e futebol de praia. Doha marcará ainda a primeira participação internacional de uma seleção feminina de futebol de praia.

"São os primeiros Jogos Mundiais de Praia e para qualquer atleta é sempre uma honra representar o Time Brasil. Independentemente da prova, quero dar o meu melhor. A troca de experiências será muito importante. Vai ser muito positivo mostrar para as modalidades não-olímpicas como funciona a nossa preparação", afirmou Ana Marcela Cunha, que em Doha nadará os 5km, distância não-olímpica em que é a atual campeã mundial. Apesar disso, Ana pretende tirar proveito das condições climáticas para se preparar para Tóquio 2020.

"Assim como na última etapa da Copa do Mundo, na China, estamos optando por nadar em lugares mais quentes ultimamente, porque vamos enfrentar isso nos Jogos Olímpicos. Mesmo não sendo a distância olímpica, é um lugar quente. Ainda esse ano vou nadar em Manaus para ir me adaptando e chegar em Tóquio tendo passado por experiências legais", ressaltou Ana Marcela, que desde o início do ano treina no Rio de Janeiro, no Centro de Treinamento Time Brasil, no Parque Aquático Maria Lenk. 

Realizados pela Associação Nacional dos Comitês Olímpicos Nacionais, os Jogos Mundiais de Praia reunirão mais de 1200 atletas de 97 países. Capital do Catar, Doha vem se notabilizando por sediar grandes eventos esportivos. Somente no último ano foram 51 competições internacionais. Atualmente, a cidade do Oriente Médio recebe o Campeonato Mundial de Atletismo e em 2022 será a sede da Copa do Mundo masculina de futebol.

Foto: Rafael Bello/COB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes