Christian Coleman é liberado pela USADA para disputar o mundial de atletismo


A ameaça dos Estados Unidos não ter o velocista Chris Coleman terminou. A USADA (Agência antidoping americana) retirou as acusações de que ele teria faltando a três exames antidopings em doze meses e assim, ele escapa da suspensão que poderia sofrer.

"A USADA anuncia que retirou as acusações de que o atleta americano Christian Coleman havia cometido uma violação das regras após receber um comunicado da WADA (Agência Mundial Antidoping)", diz o comunicado.

Coleman é um dos favoritos ao título mundial dos 100m rasos no mundial de atletismo em Doha (QAT) e dos jogos olímpicos de Tóquio 2020. Veja na íntegra a declaração da USADA:


"A USADA anuncia que retirou as acusações de que o atleta americano Christian Coleman havia cometido uma violação das regras após receber um comunicado da WADA (Agência Mundial Antidoping) na interpretação dos atuais Padrões Internacionais de Testes e Investigações dizendo respeito a data da qual uma atualização da situação do atleta deveria ter acontecido.

Como resultado desta interpretação, não é considerado que Coleman falhou três vezes e não cometeu uma violação da regra anti-doping. Três falhas em um período de 12 meses é considerado uma violação da regra anti-doping sob o Artigo 2.4 do Código Mundial Anti-Doping."

foto:reprodução/youtube

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes