Mundial de Judô 2019 - Dia 6: Mayra Aguiar é bronze nos 78kg


Portugal e França levaram os títulos disputados nesta sexta-feira (30) no Mundial de Judô, qye está sendo realizado em Tóquio.

Na categoria até 100kg a história foi feita com o ouro de Jorge Fonseca (POR). Foi o primeiro ouro do judô de Portugal em Mundiais. O português, que é nascido em São Tomé e Príncipe, ao vencer Niyaz Ilyasov (RUS) na decisão.

Os bronzes foram para Michael Korrel (NED) e Aaron Wolf (JPN).

Já na categoria até 78kg feminina, o ouro foi para Madeleine Malonga (FRA), que derrotou na decisão do ouro Shori Hamada (JPN). Foi o terceiro ouro francês no Mundial. Mayra Aguiar e Loriana Kuka (KOS) ficaram com as medalhas de bronze.

Mayra fatura a segunda medalha do Brasil no Mundial
Mayra Aguiar não entrou para brincadeira no tatami da Nippon Budokan na madrugada desta sexta-feira, 30, sexto dia de disputas do Campeonato Mundial de Tóquio. Muito focada, resolveu, em poucos segundos, suas três primeiras lutas por ippon sobre Yahima Ramirez (POR), Sarah Mazouz (GAB) e Loriana Kuka (KOS) antes de garantir o bronze com outro ippon, dessa vez, sobre a portuguesa Patrícia Sampaio. 

O único revés da bicampeã mundial veio na semifinal. Ela encarou a francesa Madeleine Malonga, número quatro do mundo e que veio ao Mundial após vencer a concorrência interna com ninguém menos do que a atual vice-campeã olímpica, Audrey Tcheumeo, pela vaga na equipe francesa. 

O combate foi marcado pelo equilíbrio nas pegadas e Malonga conseguiu leve vantagem ao forçar uma punição à Mayra. A brasileira tentou reagir para evitar outra punição, entrou um golpe rasteiro e foi surpreendida pela revertida que deu o ippon à adversária. 

Com a experiência de muitos mundiais e três Olimpíadas, Mayra recuperou-se rapidamente da derrota na semifinal e voltou determinada ao tatami para garantir sua sexta medalha em Mundiais com ippon sobre a jovem portuguesa Patrícia Sampaio. 

Agora, ela soma dois ouros, uma prata e três bronzes em Campeonatos Mundiais e é a maior medalhista mundial do judô brasileiro. 

Buzacarini para em vice-campeão olímpico e Leonardo sofre revés diante de azeri
Nas chaves masculinas, o Brasil teve dois representantes no meio-pesado (100kg): Leonardo Gonçalves e Rafael Buzacarini. 

O melhor desempenho veio com Buzacarini. Ele estreou com vitória estratégica nas punições sobre o árabe Ivan Remarenko, medalhista de bronze no Mundial de 2014, e derrotou o alemão Karl Richard-Frey com waza-ari no golden score na segunda luta. 

Para avançar às quartas, o brasileiro precisaria passar pelo atual vice-campeão olímpico, Elmar Gasimov, do Azerbaijão, mas sofreu o ippon que interrompeu sua primeira participação em mundiais.

Já Leonardo parou na primeira luta. Ele começou melhor no combate com Zelymn Kotsoiev, também do Azerbaijão, e ameaçou o adversário em alguns momentos da luta com ataques perigosos. Em um lance dividido, o azeri encaixou o golpe e venceu por ippon. 

"Meu estilo de luta é assim, sempre para frente. Quem assistiu viu que eu estava melhor, mas ele encaixou o golpe ali e entrou. Era uma luta importante para o ranking mundial, para disputa de vaga olímpica, mas vamos seguir em frente", explicou Leo ao deixar a Budokan. 

Pesados fecham Mundial Individual neste sábado
No penúltimo dia de Mundial o Brasil será representado por seus quatro judocas do peso pesado: David Moura (+100kg), Rafael Silva (+100kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg).

Foto: CBJ

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes