Grupo de Tiro faz lobby para que Austrália acompanhe Índia em boicote aos Jogos da Commonwealth de 2022


O possível boicote da equipe indiana dos Jogos da Commonwealth de 2022 em razão da ausência do Tiro Esportivo está ganhando adeptos em todo o mundo. Um grupo relacionado à industria das armas na Austrália está liderando um movimento para que o país também boicote os jogos a serem realizados em Birmingham, Inglaterra.

O Tiro não é um esporte obrigatório, mas fez parte de todos os eventos entre 1974 e 2018. A União de Atiradores da Austrália (SUA) disse que "a Austrália deveria se posicionar ao lado da Índia em exigir que os eventos de tiro sejam retornados (sic) ao calendário dos Jogos de 2022 e estarem preparados para um boicote completo se não forem".

O país ganhou nove medalhas no esporte durante os Jogos de Gold Coast em 2018, incluindo três ouros. O Presidente da SUA Graham Park adotou um discurso paranóico e anti-australiana ao afirmar que a "Austrália é conhecida por nossas conquistas internacionais e negar arbitrariamente aos nossos principais atiradores um local no pódio não apenas diz que "O Governo não acha que seu esporte é importante", como diminui drasticamente nossa conquista de medalhas, e portanto nosso prestígio nacional", acusando a retirada do Tiro ao "que aparenta buscar o politicamente correto".

Jan Linsley, que já foi responsável pela equipe australiana do Tiro em Jogos da Commonwealth refutou a desculpa que não haveria locais próximos à cidade para sediar o evento, lembrando que nos Jogos de Kuala Lumpur em 1998, os eventos aconteceram na Ilha de Langkawi, distante da capital malaia. 

A Federação dos Jogos da Commonwealth já falaram inúmeras vezes que não irão reverter a decisão e culparam os dirigentes do Esporte por recusar uma proposta que incluiria apenas alguns eventos do Rifle e Pistola no calendário.

Foto: Shooting Australia

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes