Em busca de um salto quíntuplo, Shoma Uno troca de técnicos pela primeira vez na carreira



Shoma Uno, medalha de prata nas Olimpíadas de PyeongCheng-2018 anunciou por meio de seu site oficial que está encerrando a parceria com o clube Grand Prix Tokai de Nagoya e com as técnicas Michiko Yamada e Mihoko Higuchi. No comunicado, o patinador japonês de 21 anos agradeceu à equipe técnica que o acompanhou ao longo de sua carreira e declarou que ainda não tem uma definição sobre novos clubes ou treinadores.

Segundo informações a transição de equipes será gradual e Uno deve decidir sobre um novo local de treinamentos durante o próximo mês, onde deve participar de vários eventos técnicos especiais fora do Japão. O patinador não descarta a possibilidade de ir treinar fora do país em definitivo, e muitos analistas dão como certa sua saída para bases na Rússia ou na América do Norte.

É a primeira troca de técnico e base de trabalho de Shoma Uno em toda a sua vida: Machiko Yamada e Mihoko Higuchi cuidam dos treinos do patinador, nascido e criado em Nagoya desde que ele deu seus primeiros passos no gelo aos 5 anos de idade, e foram as responsáveis por todas as suas coreografias de competição até agora. A colaboração entre o atleta e as duas técnicas ao longo de 16 anos rendeu resultados altamente expressivos: como júnior, Shoma Uno foi campeão mundial, campeão do Grand Prix e prata nos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude. Como sênior, foi vice-campeão olímpico, duas vezes vice-campeão mundial e vice-campeão do Grand Prix e ouro no Campeonato dos Quatro Continentes de 2019. Também sob a orientação de Yamada e Higuchi, Uno se tornou o primeiro patinador na História a realizar um salto quádruplo flip com sucesso em uma competição internacional, durante a Team Challenge Cup de 2016, disputada nos EUA.

Uno não comentou os motivos que o levaram a decidir por deixar o clube Grand Prix Tokai de Nagoya e suas treinadoras, mas especula-se que a mudança tenha sido recomendada pela própria Federação Japonesa de Patinação (JSF) e seja parte do projeto de realizar um salto quíntuplo: uma façanha nunca antes realizada na Patinação Artística, mas que o atleta expressou ter interesse em desenvolver segundo entrevista concedida ao Olympic Channel. Atualmente, além de Uno, apenas o italiano Daniel Grassl declarou ter intenções em tentar um salto de cinco voltas completas, embora ainda não tenha um plano de trabalho mais concreto para realizar o feito.

Especula-se que os nomes dos técnicos Rafael Arutyunyan, baseado nos EUA e Eteri Tutberidze, principal nome do clube Sambo-70 da Rússia estariam como prioridade nas opções do vice-campeão olímpico, mas a assessoria de Uno não se manifestou a respeito. Rafael Arutyunyan é o técnico responsável pelo atual campeão mundial e do Grand Prix, Nathan Chen, dos EUA, e tem um histórico de colaborações com a JSF, tendo trabalhado com  Mao Asada, medalha de prata nas Olimpíadas de Vancouver-2010 e desde 2018 com Marin Honda, campeã mundial júnior de 2016. Eteri Tutberidze por sua vez é a treinadora de melhores resultados na Rússia durante os últimos sete anos, tendo sido a responsável pelas atuações da campeã olímpica de 2018 Alina Zagitova, também vencedora do Campeonato Mundial de 2019, da vice-campeã olímpica e bicampeã mundial Evgenia Medvedeva, de Yulia Lipnitiskaya, medalha de ouro por equipes em Sochi-2014 além de ter sido a primeira treinadora cujas atletas conseguiram regularidade na execução de saltos quádruplos nas categorias femininas até agora: a campeã mundial júnior Alexandra Trusova, a vice-campeã mundial júnior Anna Shcherbakova e a cazaque Elizabet Tursynbaeva, vice-campeã sênior do Mundial de 2019.

Outros nomes cogitados por especialistas para uma possível nova equipe técnica de Shoma Uno seriam o suíço Stepháne Lambiel, com o qual o patinador japonês trabalhou com ajustes de coreografias de 2017 a 2019 e o russo Nikolai Morozov, que tem uma extensa lista de trabalhos feitos com a JSF, tendo sido técnico de diversos competidores de sucesso do país, como Miki Ando, primeira mulher a realizar um salto quádruplo na História da Patinação Artística e Daisuke Takahashi, medalha de bronze nas Olimpíadas de Vancouver-2010.

Além da escolha da nova equipe técnica e local de treinos, espera-se o anúncio dos novos programas de competição de Shoma Uno para meados das duas primeiras semanas de julho, embora não haja um parecer definitivo sobre datas.

Foto: ISU



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes