Três duplas femininas do Brasil chegam a fase de grupos da etapa de Itapema do Circuito Mundial de Vôlei de Praia


O Brasil conseguiu avançar com três duplas à fase de grupos do torneio feminino de Itapema (SC), nesta quarta-feira (15.05), pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019: Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Juliana/Josi (CE/SC) e Talita/Taiana (AL/CE) venceram seus compromissos pelo classificatório e garantiram presença na competição. Outros oito times do país já estavam garantidos.

Além das três duplas que avançaram hoje, já estavam garantidas na fase de grupos, seja pela posição no ranking de entradas, seja por convite (wild card) outras quatro duplas brasileiras: Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) e Tainá/Victoria (SE/MS).

As atuais líderes da corrida olímpica brasileira, Ana Patrícia e Rebecca, passaram sem dificuldades pelo classificatório. Venceram as dinamarquesas Okholm Hansen e Helle Sondergard por 2 sets a 0 (21/17, 21/11), em 29 minutos e se garantiram entre os 32 times da fase de grupos. Rebecca comentou o triunfo.

“Jogar em casa é fantástico, a torcida lotou já no primeiro dia, mas classificatório sempre será um jogo tenso. Começamos bem, mas depois elas encostaram, entraram na partida. Mas o mais importante é que nos mantivemos concentradas, isso é algo muito bom do nosso time. Mesmo no erro, não deixamos o foco se perder. É o primeiro de muitos jogos, cada jogo é um jogo, agora são novos desafios pela frente”, declarou a cearense.

Josi, nascida em Itapema, celebrou a nova parceria com a medalhista olímpica e campeã mundial Juliana. Elas atuaram juntas, venceram Carolina Horta/Ângela (CE/DF) por 2 sets a 0 (21/16, 21/18), em 38 minutos, e garantiram a vaga.

“Estava mais nervosa por jogar ao lado da Juliana, em estrear ao lado desse ícone do vôlei de praia mundial, do que com o classificatório em si. Ela é uma das maiores da história, é uma emoção grande ter a chance de estar do mesmo lado que ela da quadra”, disse Josi. Juliana completou, explicando a rápida química com a nova parceira.

“Josi merecia jogar aqui, leva a bandeira de Santa Catarina, e o torneio está lindo, excelente. Vamos jogar a temporada juntas, a equipe dela me recebeu muito bem. Estou muito feliz e isso foi colocado dentro da quadra. Parecia que jogávamos juntas há anos, mas era só vontade dentro de quadra. É como se tivesse tirado férias e voltado para casa”, disse Juliana.

Por fim, quem também se garantiu na fase de grupos foi Talita/Taiana, que venceu Satono Ishitsubo e Asami Shiba por 2 sets a 0 (21/10, 21/16), em 22 minutos. Vitória que animou Talita pela participação do público e pela evolução do time com Taiana.

“Estou feliz por estar jogando uma etapa do Circuito Mundial no Brasil novamente. A última foi em 2017, e aqui a arena está cheia já no primeiro dia. Isso é algo que raramente acontece. As japonesas são um time que saca muito bem e defende muito, é um jogo de paciência. Saber que em alguns momentos você terá que tentar várias vezes até confirmar o ponto. Mas tivemos uma mudança de estratégia durante o jogo que nos manteve no controle. Foi uma boa estreia”, analisou Talita, campeã do Circuito Mundial em 2013.


Uma dupla não conseguiram avançar. Carol Horta e Ângela caíram no confronto contra Juliana/Josi.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes