Últimas Notícias

É CAMPEÃO!! Ian Gouveia conquista o Challenger Series de Ballito Pro, na África do Sul

 

Ian Gouveia e Bella Kenworthy com os troféus. Foto: Pierre Tostee/World Surf League

O veterano Ian Gouveia venceu a chave masculina do Ballito Pro de surfe, terceira etapa do Challenger Series (CS), nessa segunda-feira (8), e se tornou líder da divisão secundária da Liga Mundial de Surfe (WSL). No feminino, a estadunidense Bella Kenworthy foi a grande campeã.

O grande vencedor do CS de Ballito Pro, Ian Gouveia, derrotou dois companheiros brasileiros, Samuel Pupo e Edgard Groggia, e o japonês Hiroto Ohhara para chegar a grande final. Na semifinal, também nesse dia 8, Ian derrotou Edgard ao somar 15.34 (6.17+9.17) contra 10.67 (5.33+5.40) de Groggia. O seu adversário na final, Nolan Rapoza, derrotou Michael Rodrigues nas oitavas, compatriota estadunidense nas quartas e australiano na semi.

A grande decisão foi apertada, Gouveia abriu com 4.50 e o estadunidense Nolan Rapoza marcou suas duas melhores ondas, 5.83 e 6.00, somando 11.83. Ian não perdeu tempo e anotou a melhor nota da bateria final com 7.17. O brasileiro estava 0.16 atrás e conseguiu substituir seu fraco 4.50 com 5.60, ultrapassando Nolan e fechando a soma com 12.77.

Sem ondas pelo restante da bateria para os dois surfistas, Ian Gouveia se tornou o grande campeão em Ballito, virando líder do Challenger Series, o top-10 também conta com Samuel Pupo, Alejo Muniz, Michael Rodrigues e Edgard Groggia. Apenas os dez primeiros garantem vaga na primeira divisão do Circuito Mundial em 2025.

Na chave feminina, a última brasileira viva, Sophia Medina, foi eliminada na semifinal para a francesa Vahine Fierro por 13.40 contra 11.07. Na final, a estadunidense Bella Kenworthy derrotou Vierro por 12.50 x 9.03. As duas atletas entraram no top-5 do CS feminino, assim estando no corte para se classificarem ao Championship Tour (CT) do ano que vem. A brasileira Luana Silva caiu para o 7° lugar, enquanto a boa campanha de Sophia rendeu a 11° colocação, ascendendo 7 posições. Fora do top-30, estão Laura Raupp e Tainá Hinckel.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar