Últimas Notícias

Parada das Nações - Eslovênia



Sigla: SLO

Medalhas na história: Ouro: 8 | Prata: 9 | Bronze: 11 | Total: 28

Em Tóquio... Ouro: 3 | Prata: 1 | Bronze: 1 | Total: 5

Primeira participação olímpica - Barcelona 1992

Maior medalhista olímpico - Iztok Cop (Remo), um ouro, uma prata e dois bronzes


Localizada ao sul da Europa Central, a Eslovênia competiu como parte do reino da Áustria em Estocolmo-1912 e depois competiu fazendo parte da Iugoslávia nos Jogos de 1920 e 1988. O país só competiu como independente a partir dos Jogos olímpicos de Barcelona-1992, quando se aproveitou da guerra civil iugoslava e declarou sua independência e com comitê olímpico criado em 1991, ficou apto a participar dos Jogos. E desde então, o país não faltou a nenhuma edição olímpica - Paris será a nona edição da Eslovênia em olimpíadas.

PARADA DAS NAÇÕES - ESLOVÁQUIA

As primeiras medalhas já vieram na estreia olímpica em Barcelona, com dois bronzes no Remo. As primeiras medalhas de ouro vieram em Sydney-2000, com Rajmond Debevec no tiro esportivo e Iztop Cok e Luka Spik no remo. A campanha mais bem sucedida da Eslovênia em Olimpíadas foi a última, em Tóquio-2020, quando os eslovenos conquistaram três ouros, uma prata e um bronze.

Iztop Cok é o maior medalhista olímpico da história da Eslovênia (foto: Reuters)

Atenas-2004 foi a olimpíada que a Eslovênia mais levou atletas, com 79 atletas - Em Tóquio foram 53 nomes competindo pelo país. Até o momento, 63 atletas eslovenos estão garantidos na olimpíada de Paris em 12 modalidades, a 16 nomes de superar sua maior delegação.


Esportes fortes

Escalada Esportiva: Com nomes na nova modalidade olímpica, a Eslovênia conquistou um ouro em Tóquio na prova feminina com Janja Garnbret e o país deve brigar por mais pódios na modalidade em Paris

Janja Garnbret é o grande nome da escalada esportiva mundial (Foto: Comitê Olímpico da Eslovênia)

Judô: O judô é a modalidade que a Eslovênia mais conquistou medalhas em olimpíadas, com seis no total - sendo dois ouros. E sempre com bons nomes, principalmente no feminino, a Eslovênia tem boas chances de pelo menos pegar um pódio olímpico em Paris

Ciclismo estrada: Ultimamente o país revelou dois nomes que estão no top mundial das provas, com Primoz Roglic e atualmente Tadej Pogacar, medalhistas olímpicos em Tóquio . As chances dos atletas brilharem em Paris são bastante grandes , principalmente Pogacar, que está em grande fase. 


Atletas

Kristjan Ceh (Atletismo): Campeão mundial no lançamento de disco em 2022 e vice em 2023, Kristjan Ceh é um dos grandes da prova e vai brigar pelo pódio olímpico em Paris e trazer a primeira medalha olímpica do país no lançamento de disco - em provas de campo, Eslovênia só tem medalhas no lançamento de martelo.

Pogacar é o nome a ser batido no ciclismo estrada mundial (foto: tour de France)

Tedej Pogacar (Ciclismo estrada): Um dos grandes astros do ciclismo estrada na atualidade, Pogacar venceu o Giro d'Italia de forma acachapante e quer fazer a dobradinha no Tour de France. ainda não tem a confirmação de que ele irá disputar a olimpíada, mas como ele estará em Paris mesmo após o tour, não custa nada, né Pogacar?

Benjamin Savsek (Canoagem slalom):  Savsek conquistou o ouro olímpico no C1 em Tóquio aos 34 anos e continuou mantendo o alto nível no ciclo de Paris, com o título mundial de 2023 mostrando que aos 37 anos, ele será um dos principais nomes na busca pelo o ouro em Paris

Janja Garnbret (Escalada Esportiva): Citada por muitos especialistas como uma das melhores escaladoras esportivas de todos os tempos, Janja vai defender o seu título olímpico em Paris e com muito boas chances de levar o bi, já que no último mundial ela dominou no boulder e no combinado. 

Andreja Leski (Judô): Judoca eslovena melhor colocada no ranking da IJF, Andreja tem dois vice mundiais, sendo superada nas duas vezes pela francesa Clarisse Agbegnenou, que deverá ser sua maior rival na briga pelo ouro olímpico em Paris



0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar