Últimas Notícias

Doeu! Brasil perde no tie-break e Japão vai disputar a final da VNL contra a Itália

Japonesas comemoram a vitória inédita em mata-mata contra o Brasil. - Volleyballworld 




Na manhã deste sábado (22), a Seleção Brasileira Feminina de Vôlei fez um grande jogo contra o Japão mas acabou superada e está fora da final da Liga das Nações Feminina de Vôlei (VNL). O Brasil esteve em desvantagem na maior parte do jogo mas conseguiu levar a partida para o tie-break, sendo derrotado por 3 sets a 2. O Japão vai encarar a Itália na decisão da VNL 2024, enquanto as brasileiras disputam o terceiro lugar contra a Polônia.
 

O técnico José Roberto Guimarães optou por iniciar a partida mais uma vez com a levantadora Roberta, as ponteiras Gabi e Ana Cristina, as centrais Thaisa e Carol, a oposta Rosamaria e a líbero Nyeme. Com o jogo dinâmico contra o Japão, ainda no primeiro set o Brasil teve presença da ponteira Júlia Bergman, da levantadora Macris e da oposta Tainara. O destaque brasileiro foi Gabi com 21 pontos anotados, maior pontuadora do confronto junto com a japonesa Wada.

O jogo começou com amplo domínio das japonesas, que abriram vantagem no início do primeiro set e chegaram a ter sete pontos de frente na metade da parcial. Neste momento o Brasil reagiu, surtindo efeito as alterações feitas por José Roberto Guimarães,  que colocou Macris no lugar de Roberta, Júlia Bergman no lugar de Ana Cristina, além de Tainara no lugar de Rosamaria. O Brasil entrou no jogo, igualou a partida e chegou a ter 24-22 para fechar o set. No entanto, novamente as japonesas se encontraram e com grande volume de jogo voltaram à frente do placar e fecharam a parcial em 26-24, abrindo 1 a 0.

O segundo set começou novamente com as japonesas melhores, com o bloqueio funcionando e precisão na virada de bola, chegando a abrir 10-5 e controlando o jogo. Desta vez a reação brasileira foi efetiva e nossas atletas recuperaram a confiança com uma boa linha de passe. Naturalmente, o Brasil dominou as ações do jogo, igualando no volume de jogo e se superando nas definições de jogada com Gabi, Rosa e Júlia, até fechar o set em 25-20 e igualar a partida.

O terceiro set começou equilibrado mas com leve vantagem do Japão. As brasileiras não conseguiram manter o bom ritmo da parcial anterior e foram dominadas pelas japonesas que fecharam o set em 25-21 encaminhando a vitória na partida.

Sem poder perder o set, as brasileiras voltaram melhor para a quarta parcial e foram equilibrando as ações contra as japonesas, que seguiam defendendo muito e não permitiam que a equipe do Brasil pudesse abrir vantagem. Na reta final do set, o bloqueio de Thaisa fez a diferença e nossa seleção fechou a parcial em 25-22, levando a disputa para o tie-break.

No set decisivo, as japonesas começaram melhor e abriram logo 3-0 na parcial. O Brasil se recuperou e chegou ao empate em 9-9 igualando as ações da partida. As equipes trocaram pontos até que o Japão fechou o set em 15-12, com as brasileiras não conseguindo colocar a bola no chão.

As japonesas comemoraram bastante a classificação inédita para uma final de Liga das Nações e por finalmente vencer o Brasil em um confronto de mata-mata, isso nas vésperas dos Jogos Olímpicos de Paris em que as duas equipes se enfrentarão no Grupo B.

Na final da VNL 2024, o Japão terá a Itália pela frente. As italianas venceram a Polônia por 3 sets a 0 com tranquilidade, parciais de 25-18, 25-17 e 25-12. As polonesas sentiram muito a questão física, já que em menos de 24 horas estiveram em um confronto de cinco sets contra a Turquia para se classificar. A Itália, que vem em um grande momento, soube tirar proveito da situação e impôs o seu ritmo forte de jogo, com Paolo Egonu anotando 22 pontos.

O Brasil joga contra a Polônia as 07h da manhã em partida válida pela definição do terceiro lugar, enquanto Japão e Itália decidem o título as 10h30. As partidas terão transmissão do Sportv.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar