Últimas Notícias

Com inspiração na geração de prata de 84, Brasil tem uniformes de vôlei e vôlei de praia lançados para Olimpíada de Paris


O Cristo 'vestido' com o uniforme da seleção de vôlei (foto: Divulgação)

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e Bodywork, marca esportiva da Riachuelo, anunciaram os novos uniformes da seleção brasileira de vôlei de quadra e praia, em grande estilo, na noite de quinta (27), no Rio de Janeiro. Comemorando os 40 anos da primeira medalha olímpica, o evento exclusivo no Cristo Redentor, contou com a presença de atletas renomados e convidados especiais que puderam conferir em primeira mão a revelação do design da nova camisa que foi projetada no icônico monumento. O dia 27 de junho celebra também o Dia do Vôlei e, por isso, foi escolhido para o grande lançamento.

“A geração de prata de 84 foi a principal inspiração para a criação do modelo da camiseta desenvolvida especialmente para os jogos de Paris. Buscamos no passado os símbolos que representaram anos áureos da nossa seleção e que desencadearam em muitas conquistas do vôlei brasileiro, sem esquecer de homenagear o país sede, que esse ano comemora 100 anos dos últimos jogos olímpicos que aconteceram na França.”, diz Camila de Paula Souza, gerente de Estilo da BodyWork/Riachuelo


Os uniformes 1,2 e 3 do vôlei brasileiro em Paris (montagem sobre fotos de Nelson Falcão)

Os uniformes de quadra e de praia trazem referências ao Brasil e à moda francesa.  A frente da peça conta com estampas de losangos, remetendo à bandeira do Brasil e ao Art Déco, movimento parisiense de 1924. Para formar os desenhos geométricos o grafismo, conta com 20 linhas que se cruzam 24 vezes, fazendo referência ao ano de 2024.  Nas peças do vôlei de quadra, o número de identificação de cada jogador e a gola em modelo polo foram inspirados nos uniformes das décadas de 80 e 90. Na parte interna da gola, a frase "Contém 40 anos de conquistas olímpicas” celebra o feito da Geração de Prata em 1984.

Cathyelle Schroeder, Diretora de Marketing da Riachuelo, falou  para o Surto Olímpico de como foi feito todo o processo para a produção da camisa foi feito para tentar agradar o máximo possível os 'vôlei fãs':

"A comunidade de vôlei é muito apaixonada, é impressionante o nível de paixão e como eles se mobilizam. E isso gera sempre um frio na barriga, a gente quer que todo mundo goste, a gente sabe que não é fácil agradar todo mundo, mas a gente teve a segurança de trazer ao longo do processo pessoas importantes para validar, para discutir pontos importantes, a CBV foi parceira nesse processo, com sugestões de elementos históricos de que a gente não deveria abrir mão. Nosso time de estilo e moda também for importante, para unir toda a expressão do esporte junto com a moda, usando a referência ao art-déco, a parte de tecido sustentável...sempre dá um frio na barriga, mas a gente tem 100% de certeza do nosso compromisso e cuidado com todo o processo  na criação deste uniforme. Nós esperamos que o produto se esgote muito rápido e que as pessoas briguem com a gente porque não tem mais para vender ! (risos)"

Para potencializar a performance, a camisa feita em parceria com a The LYCRA Company vem como tecido tecnológico Coolmax Eco Made, produzido 100% a partir de resíduos têxteis e que oferecem melhor resfriamento contra o calor e maior respirabilidade para o corpo.

Tande, Bruno Schmidt, Juliana e Virna apresentando os uniformes do Brasil em Paris (foto: Marcos Antonio/Surto Olímpico)



"As tecnologias da The LYCRA Company sempre estiveram presentes em grandes eventos esportivos, desde os jogos de inverno de 1968, que também aconteceram na França. Nosso foco além de proporcionar conforto e mais liberdade de movimentos, é colaborar na performance e desempenho dos atletas. O fio COOLMAX EcoMade é um marco para a empresa e é nosso mais novo desenvolvimento nesse sentido”, reforça Maria Luiza Amaro, Gerente de Marketing da The LYCRA Company

As camisas poderão ser encontradas nas lojas e no site da riachuelo. As camisetas e top do vôlei de praia custam entre R$ 89,90 e R$ 119,90 e as camisas de vôlei saem entre R$ 179,90 e 199,90


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar