Últimas Notícias

Breaking brasileiro fica fora de Paris-2024 e não estará na estreia da modalidade em Jogos Olímpicos

Foto: Instagram CNDD Breaking
 


O Red Bull BC One, principal evento do Breaking mundial, escolheu celebrar os 20 anos de sua história no Brasil, no dia 07 dezembro de 2024. A cidade escolhida para sediar essa importante data é o Rio de Janeiro, tendo o Brasil pela terceira vez em sua história como palco para apresentação dos melhores b-boys e b-girls do mundo, no entanto, apesar da força da cultura hip hop no nosso país, o Brasil não terá representantes em Paris-2024.

 

A última chance aconteceu neste final de semana, em que foram realizadas a segunda etapa do Olympic Qualifier Series (OWS), que definiram as vagas olímpicas restantes para alguns esportes urbanos, entre eles o Breaking. A disputa realizada em Budapeste, na Hungria, que encerrou as chances de classificação olímpica do país, contou com a participação de dois brasileiros, o B-boy Leony e a B-girl Mini Japa.

 

Surte+: Veja como foi a participação brasileira na segunda etapa do Olympic Qualifier Series (OWS)

 

Com a queda dos dois brasileiros ainda no round 32, o Brasil não conseguiu a classificação direta via OWS e ficou fora dos 24 melhores do ranking olímpico que poderia garantir ao país uma das duas disputadas vagas via universalidade, já que nenhum atleta da América Latina estará nos Jogos de Paris-2024. Esta será a estreia do breaking dentro do programa olímpico.

 

O Breaking também não está no programa olímpico dos Jogos de Los Angeles de 2028 e tem apenas uma remota chance de retornar no programa dos Jogos Olímpicos de Brisbane 2032, quando então os brasileiros teriam a oportunidade de mostrar o talento de seus b-boys e b-girls no cenário dos esportes internacionais. Até lá, cabe a reflexão do que deu certo e o que deu errado neste curto ciclo olímpico, que culminou sem a representação brasileira no maior evento esportivo do mundo.


A Confederação Nacional de Dança Desportiva (CNDD) publicou em sua página focada no Breaking a seguinte nota:

Gostaríamos de agradecer a todos os atletas que estiveram presentes neste novo processo olímpico. Agradecemos a dedicação, empenho, disponibilidade e coragem de cada um de vocês. Agradecimentos aos nossos profissionais técnicos e equipe, que desempenharam um ótimo trabalho. Aos patrocinadores, que tornaram tudo possível. Foram três anos de muito trabalho, novas experiências e desafios, estamos felizes de termos chegado tão longe. Neste momento, o nosso trabalho continua, tem muitas coisas boas a caminho. Seguimos em busca do melhor para a cultura e para o esporte.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar