Últimas Notícias

Santer é bicampeão brasileiro de rugby em cadeira de rodas

Alessandra Cabral/CPB


O Santer/RJ é o campeão brasileiro de rugby em cadeira de rodas de 2023. Na final disputada na noite desta quarta-feira (23), a equipe carioca superou o Gigantes/SP, de Campinas, por 60 a 39, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Além do título, o time do Rio de Janeiro garantiu uma vaga para a Copa dos Campeões, que será disputada em Brasília, no próximo mês de dezembro.

Esta foi a segunda vez que o Santer se sagrou campeão brasileiro de rúgbi em cadeira de rodas. Vencedora em 2021, a equipe carioca ficou próxima do troféu em 2022, mas, em uma final emocionante, também realizada na capital paulista, perdeu o título para o Minas por um ponto (54 a 53).

Para a edição deste ano, o Santer manteve o destaque da equipe vice-campeã, Gabriel Feitosa, e ainda se reforçou ao contratar Julio Braz, melhor jogador do Brasileiro 2022 e campeão com Minas. A dupla fez a diferença na decisão e permitiu ao time carioca uma vitória que em nenhum momento foi ameaçada. No primeiro quarto, a partida até começou equilibrada, mas, rapidamente, o Santer começou a abrir vantagem, administrada até o final.

“Fui muito feliz no Minas, conquistei títulos, mas resolvi voltar para o Santer por causa da minha família, esposa e filha. As pessoas me receberam muito bem e treinamos forte para chagarmos ao título. Foi uma competição difícil, com times de alto nível e atletas de Seleção, mas, no fim, fomos campeões”, pontuou Julio.

O campeonato deste ano contou com seis equipes, que foram divididas em dois grupos (A e B), com três integrantes cada, e também celebrou os 15 anos de fundação da Associação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas (ABRC).

Além disso, mais seis times disputaram a 2ª Divisão. O BSB ergueu a taça da competição de acesso e subiu à elite nacional. O Minas, campeão cinco vezes da 1ª Divisão, foi rebaixado neste ano e jogará na 2ª em 2024. Confira a tabela aqui.

Além do recorde de equipes participantes, a edição de 2023 trouxe uma novidade. Pela primeira vez, a competição teve um time formado exclusivamente por mulheres: CETEFE Lobos Feminino (DF), que disputou a 2ª Divisão e ficou na sexta colocação.

Confira a classificação final da 1ª Divisão:

1º Santer/RJ

2º Gigantes/SP

3º Ronins/SP

4º Gladiadores/PR

5º Adeacamp/SP

6º Minas/MG


Com informações de CPB.org

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar