Últimas Notícias

Duplas brasileiras conhecem grupos no Mundial de Vôlei de Praia

Grupos do torneio masculino
Foto: Reprodução/YouTube

As duplas brasileiras conheceram nesta quarta-feira (30), os seus adversários na primeira fase do  Mundial de Vôlei de Praia, que será disputado em Tlaxcala (MEX).

Na chave masculina, André e George caíram no grupo D, ao lado de Tri Crabb/Brunner (USA), Popov/Reznik (UKR) e Jawu/Koita (GAM) . Já Pedro Solberg e Guto então no grupo G, ao lado de Cherif/Ahmer (QAT), Ha/Wu (CHN) e Blanco/Garcia (GUA).

Evandro e Arthur estão no grupo I, junto de Perusic Schweiner (CZE), Alayo/Diaz (CUB) e Galindo/Aguirre (MEX) . Enquanto Vitor Felipe e Renato estão no grupo L, com Sarabia/Vurgen (MEX), Schachter/Dearing (CAN) e Albicha/El Azhari (MAR).

Mol e Sorum, da Noruega, venceram no masculino em 2022.

Grupos do torneio feminino
Foto: Reprodução/YouTube

No naipe feminino, Tainá e Victória estão no grupo K, ao lado de Dong/Wang (CHN), Mueller/Tillmann (GER) e Alix/Harward (USA). Barbara e Carol Solberg estão no grupo F, junto de Ludwig/Lippmann (GER), Ishii/Mizoe (JPN) e N'noruga/Franco(NGR).

Agatha e Rebecca estão no grupo C, com Hughes/Cheng (USA), Ittlinger/Borger (GER) e Albarraz/Vidaurrazaga (MEX). No grupo B, Andressa e Vitória vão enfrentar Nuss/Kloth (USA), Paulikiene/Raupelyte (LTU) e Akiko/Yurika (JPN).

Duda e Ana Patricia, atuais campeãs, abrem o grupo A, que tem Placette/Richard (FRA), Ahtiainen/Lahti (FIN) e Rivas Zapata/Chris (CHI).

O torneio acontecerá entre 6 e 15 de outubro deste ano.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar