Últimas Notícias

Sete ouros! Brasileiros se destacam no Sul-Americano de Levantamento de Pesos

Laura Amaro e Amanda Schott dominaram a categoria 81kg feminino adulto. Foto: CBLP, Divulgação


O sábado (08) em Guaiaquil, no Equador, foi o dia com a maior participação brasileira no Campeonato Sul-Americano de levantamento de pesos 2023, e foi também o dia com o maior número de conquistas verde amarela. No total, sete medalhas de ouro e nove de prata foram asseguradas pelos pesistas do Brasil, além do estabelecimento de quatro novos recordes nacionais.

 

Destaques para os medalhistas de ouro João Augusto Coelho (três, no 89kg masculino, sub-20), Laura Amaro (três, no 81kg feminino, adulto) e Pedro Henrique Greco (uma, no 102kg masculino, sub-20). Coelho obteve ainda dois novos recordes em sua faixa etária e de peso, assim como Portela (no 102kg masculino, sub-17). Por fim, Greco quebrou um recorde nacional.

 

Em prova perfeita, João Augusto Coelho conquistou três medalhas de ouro na categoria 89kg masculino, pelo sub-20. Estabeleceu também o novo recorde nacional do arremesso, com 172kg, um acima da antiga marca pertencente a Matheus Pessanha.

 

No arranco, performou para 131kg na primeira tentativa, o que já foi suficiente para ficar com a medalha de ouro. Depois, aumentou a pedida com sucesso para 136kg e 141kg, dez a mais do que a carga inicial. O equatoriano Elkin Ramirez terminou a prova com a medalha de prata (130kg).

 

No arremesso, novo show de Coelho na plataforma. Desta vez garantiu o ouro na segunda tentativa, com 168kg, cinco acima do seu primeiro intento. Depois, buscou bater o recorde nacional da faixa etária, fato consumado com a carga de 172kg, um acima da antiga marca de Matheus Pessanha. Outra vez equatoriano Elkin Ramirez terminou a prova com a medalha de prata (167kg).

 

O terceiro ouro veio na carga total, com 313kg levantados pelo brasileiro, contra 297kg do equatoriano Elkin Ramirez, medalhista de prata.

 

Se a prova de Coelho foi perfeita, a de Josué Lucas teve os seus percalços. Também competindo na categoria 89kg masculino, porém no adulto, inicialmente o brasileiro falhou nas três tentativas do arranco para a carga de 160kg. Maximiliano Kienitz, o argentino medalhista de ouro, levantou 146kg. Com 140kg, o equatoriano Neiser Vargas ficou com a prata na prova. E, com 125kg, o argentino Rodrigo Aranda foi bronze.

 

No arremesso, Josué começou levantando 170kg na primeira tentativa. Recebeu três bandeiras brancas dos árbitros, tendo o movimento validado no primeiro momento. Após ser solicitada a revisão, acabou com a tentativa anulada.

 

Já a segunda passagem pela plataforma foi perfeita, com 172kg levantados sem problemas. E no terceiro intento, não superou a marca de 176 kg. O ouro na prova acabou com o equatoriano Neiser Vargas, com 175kg. A prata com o brasileiro Josué Lucas e seus 172kg. E o bronze com o argentino Rodrigo Aranda (171kg).

 

Fazendo somente o necessário, Laura Amaro e Amanda Schott conquistaram respectivamente as medalhas de ouro e prata nas provas adultas da categoria 81kg feminino. Os bronzes ficaram com a uruguaia Eugenia Berger, a outra pesista participante da competição.

 

No arranco, Laura marcou 105kg em sua segunda tentativa, abrindo mão do terceiro intento. Mesmo expediente adotado por Amanda, após alçar 100kg. Eugênia já havia parado nos 80kg. No arremesso, Laura marcou 125kg na primeira tentativa e parou por ali. Amanda igualou a carga na segunda subida à plataforma, abrindo mão da terceira, uma vez que Eugenia não passou dos 93kg.

 

A terceira medalha das atletas veio na carga total. Com 230kg, Laura Amaro ficou com o ouro. Amanda Schott totalizou 225kg para ficar com a prata. E a uruguaia Eugenia Berger foi bronze com seus 177kg.

 

Fechando a participação brasileira neste sábado (8), Gabriel Portela e Pedro Greco subiram à plataforma pela categoria 102kg masculino, respectivamente pelo sub-17 e sub-20, rivalizando em ambas com o argentino Joaquin Mesa.

 

Portela obteve as marcas de 135kg no arranco, 155kg no arremesso e 290kg totais, conquistando três pratas. Estabeleceu os novos recordes nacionais da faixa etária no arranco e total, igualando a marca anterior do arremesso.

 

Greco performou para 125kg no arranco, 177kg no arremesso e 302kg no total. Foi prata no arranco e no total, conquistando o ouro e estabelecendo o novo recorde brasileiro da faixa etária no arremesso.

 

 

O Campeonato Sul-Americano de levantamento de pesos 2023 encerra-se neste domingo (09) e os representantes brasileiros serão Taiane Justino e Mateus Gregório. Taiane, que vem em grande temporada e representará o Brasil no sub-20 e no adulto feminino da categoria +87kg, a partir das 12h, enquanto Mateus sobe à plataforma a partir das 14h, pela categoria 109kg adulto masculino.

 

A competição conta conta com transmissão do canal oficial da Confederação Sul-americana de Levantamento de Pesos no YouTube


*Informações via Assessoria de Imprensa CBLP


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar