Últimas Notícias

COI diz que não aceita 'declarações difamatórias' de assessor ucraniano

Foto: EPA / Ansa - Brasil

 

O Comitê Olímpico Internacional (COI) diz que não aceita as “declarações difamatórias” do assessor presidencial ucraniano Mykhaylo Podolyak. O ex-jornalista disse que o COI era um “promotor de guerra, assassinato e destruição”, após a decisão do comitê de considerar maneiras de os atletas russos competirem nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

 

“O COI rejeita nos termos mais fortes possíveis esta e outras declarações difamatórias. Elas não podem servir de base para qualquer discussão construtiva, portanto, o COI não fará mais comentários sobre essas declarações”, disse um porta-voz do COI à CNN em um comunicado na terça-feira (31).

 

O COI indicou que os atletas da Rússia e de Belarus “poderiam participar de competições como atletas neutros e de alguma forma representar seu estado ou qualquer outra organização em seu país, como já está acontecendo nas ligas profissionais, principalmente na Europa, Estados Unidos e Canadá, e em alguns esportes profissionais individuais.”

 

Já o assessor presidencial ucraniano Podolyak escreveu em uma rede social: “O COI assiste com prazer a Rússia destruindo [a Ucrânia] e depois oferece à [Rússia] uma plataforma para promover o genocídio e encoraja seus novos assassinatos. Obviamente, o dinheiro [russo] que compra a hipocrisia olímpica não cheira a sangue [ucraniano]. Certo, Sr. Bach”.

 

Durante seu discurso noturno no sábado, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que “escreveu uma carta aos presidentes das Federações Esportivas Internacionais com um apelo para reconsiderar a decisão do Comitê Olímpico Internacional de devolver os atletas russos às competições internacionais”.

 

Segundo Zelensky, uma vez que “atletas russos aparecem em competições internacionais, é apenas uma questão de tempo até que comecem a justificar a agressão da Rússia e usar os símbolos do terror”. Ele chamou a decisão do Comitê Olímpico Internacional de “uma flexibilidade sem princípios”.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar