Últimas Notícias

Ymanitu Silva embarca para a disputa do Australian Open de tênis em cadeira de rodas

Foto: Divulgação


Ymanitu Silva, oitavo do mundo em tênis em cadeira de rodas, embarcou, na última quinta-feira, dia 5, para Melbourne, na Austrália, onde se tornará, no fim do mês, o primeiro brasileiro a disputar a chave principal do Australian Open entre os cadeirantes, na categoria Quad.

A competição acontece no fim de janeiro, a partir do dia 24. Antes, o catarinense disputa dois outros torneios preparatórios, ambos em Melbourne, o primeiro a partir do dia 10, nível ITF 1, equivalente a um ATP 500 dentro do circuito de cadeirantes, e em seguida um Super Series, como se fosse um Masters 1000, a partir do dia 16.

Este será o terceiro Slam diferente que Ymanitu participa. Ele esteve em Roland Garros onde foi vice-campeão de duplas, e jogou em 2022 pela primeira vez Wimbledon, o mais tradicional do esporte. Será sua quarta participação neste tipo de evento na carreira.

O catarinense terá a companhia do treinador Wanderson Cavalcante: "A pré-temporada na ADK Tennis foi feita toda pensando em pontos específicos que eram necessários dar uma melhorada, após uma avaliação da minha equipe técnica para temporada 2023. Isso já pensando nos torneios de verão australianos, que antecedem o Australian Open, onde eu já iria fazer eles pois estavam no meu calendário e claro já aguardando a possibilidade de jogar o Grand Slam. Quando recebi esse presente de Natal que foi a confirmação de jogar mais um Grand Slam, a minha intensidade, entrega e dedicação aos treinos duplicaram. Estou muito confiante e espero me sair bem nessa gira australiana pois mostra que estamos entre os melhores do mundo onde já são sete temporadas entre os top 10 feito histórico para minha carreira e para a modalidade no Brasil", destacou.

"Ymanitu fez uma ótima preparação e estamos confiantes em bons resultados na Austrália ao lado do Wanderson, primeiro técnico da carreira dele e que faz parte do staff da ADK Tennis. Serão torneios muito importantes para esta temporada", disse Patrício Arnold, diretor da ADK Tennis.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar