Últimas Notícias

Jovane Guissone disputa Copa do Mundo de esgrima em cadeira de rodas nos EUA

Jovane, à direita, enfrenta adversário durante competição no CT Paralímpico, em São Paulo | Foto: Ale Cabral/CPB


Medalha de prata nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, o gaúcho Jovane Guissone inicia a temporada 2023 em busca de títulos no primeiro mês do ano. O brasileiro vai disputar a Copa do Mundo de Washington, capital dos EUA, de sábado, 14, até a próxima terça-feira, 17.

Jovane começa este ano com boas expectativas após ter conquistado diversos títulos em 2022.  Ele continuou jogando em alto nível após o ciclo dos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Além de conquistar todas as medalhas de ouro no individual durante o Brasileiro, o gaúcho também subiu ao pódio do Regional das Américas, em São Paulo, e ainda foi laureado em duas etapas da Copa do Mundo: Brasil e Hungria. 

“Começamos o ano novo com muitas expectativas e pensamentos positivos. Uma dessas expectativas era estar aqui nessa Copa e conseguimos. Agora, é seguir o que nós viemos traçando ao longo desses anos”, diz Jovane.

“Eu acredito muito no nosso trabalho e, com certeza, vamos colher muitos frutos. Nossa expectativa é buscar o melhor resultado, a medalha. Quero muito brigar pela minha classificação para Paris 2024”, avisou o brasileiro, que está nos Estados Unidos acompanhado do seu técnico, Marco Xavier.

Os Jogos Paralímpicos de Paris 2024 estão no radar de Jovane. No primeiro evento que valia pontos para o ranking do megaevento, a Copa do Mundo de Eger, Hungria, em 2022, ele foi campeão.

“Temos sete provas qualificatórias pela frente e meu objetivo é jogar o máximo que puder para garantir minha classificação. Estou muito feliz e agradeço sempre a Deus, à CBE, minha família e minha equipe multidisciplinar que sempre está meu lado me dando a maior força”, ressaltou.

Jovane inicia a disputa da Copa do Mundo no sábado, 14, com o torneio de sabre. No domingo, 15, é a vez da espada, sua arma número 1. Na segunda-feira, 16,  ele encerra sua participação individual, competindo no florete.


Com informações da Confederação Brasileira de Esgrima (CBE).


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar