Últimas Notícias

Canadá ganha o Mundial de Hóquei no Gelo feminino sub-18

Foto: Andrea Cardin/IIHF


O Canadá foi o grande campeão do Mundial de Hóquei no Gelo feminino sub-18, encerrado no domingo (15) em Oestersund (SWE).

Oito equipes participaram do evento, divididas em dois grupos de quatro. O grupo A, com as seleções melhores ranqueadas, classificou duas equipes diretamente para a semifinal, enquanto as outras enfrentariam as duas melhores colocadas do grupo B. 

As duas últimas do grupo B disputaram uma repescagem para decidir quem seria rebaixado para a Divisão IA.

Favoritas como sempre, Canadá e EUA  saíram como primeiras colocadas no grupo A, avançando para a semifinal. Suécia e Finlândia enfrentaram República Tcheca e Eslováquia, as primeiras colocadas do grupo B nas quartas de final.

As suecas eliminaram as eslovacas (6-1) enquanto as finlandesa bateram as tchecas (3-2). Na semifinal, o Canadá sofreu para derrotar a República Tcheca na prorrogação (3-2) e a grande surpresa do campeonato, a vitória da Suécia sobre os EUA por 2-1.

Essa foi a segunda vez que uma outra equipe decidiu o Mundial. A outra também foi a Suécia em 2018.

Na decisão, o Canadá atropelou a Suécia sem contestação, por 10-0.Caitlin Kraemer fez quatro gols no jogo. O bronze foi para os EUA, que superou a Finlândia por 5-0.

No confronto do rebaixamento, a Suíça ganhou os dois jogos contra o Japão (5-0 e 2-1) e garantiu a permanência. A Alemanha, campeão da Divisão IA, substituirá as japonesas em 2024.



0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar