Últimas Notícias

Brasil estreia no Mundial de esqui cross-country paralímpico neste domingo

Foto: Alê Cabral/CPB


Seleção Brasileira de esqui cross-country paralímpico estreia no Mundial da modalidade, em Ostersund, na Suécia, neste domingo, 22.

A delegação do Brasil é a maior da história do país na competição. São nove pessoas: cinco atletas e quatro profissionais da comissão técnica.

Os competidores convocados foram: Aline Rocha, Cristian Ribera, Guilherme Cruz Rocha, Wesley Vinícius dos Santos e Elena Souza.

"Mundial é sempre especial. A competição tem um nível técnico parecido com o dos Jogos Paralímpicos de Inverno. E é disso que eu gosto, disputar com e contra os melhores. Espero que os resultados sejam tão bons quanto a grandiosidade desse evento”, disse o rondoniense Cristian Ribera, 20.

“Vai ser difícil, mas na pista tudo pode acontecer. No ano passado, quem esperava que eu conquistaria uma medalha de prata?", questionou o esquiador, recordando o seu vice-campeonato mundial na prova rápida, em Lillehammer, na Noruega, em janeiro do ano passado.

Ele e a paranaense Aline Rocha foram os porta-bandeiras brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Inverno de Pequim 2022.

"É muito bom fazer parte dessa equipe. Estamos sempre prontos para qualquer desafio e o crescimento só mostra o quão rápido nós temos evoluído. Eu só desejo o melhor e que todos possamos aproveitar mais essa experiência maravilhosa”, completou Cristian Ribera

Dos cinco convocados, apenas Elena não esteve nos Jogos de Pequim. Com 19 anos, a esquiadora fará sua estreia em uma competição internacional e será a segunda mulher brasileira a disputar um torneio oficial paralímpico na neve.

"Estamos há 10 dias aqui em Ostersund, na Suécia. A equipe já está bem adaptada e tem realizado excelentes treinos. Estamos na fase final do polimento, aguardando a estreia no dia 22”, disse o técnico Leandro Ribela.

“Esta é a maior delegação que o Brasil já trouxe para um mundial da modalidade, incluindo 3 homens e 2 mulheres, todos da categoria sitting, mais 4 staffs de apoio. Sabemos do nível altíssimo da competição, mas estamos aqui em busca de bons resultados”, finalizou.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar