Últimas Notícias

Bia luta, mas não resiste e é eliminada por Paula Badosa no WTA de Adelaide

Paula Badosa comemorando ponto (Foto: Divulgação/ WTA)


Em uma partida de quartas de final digna de aplausos, Bia Haddad Maia e Paula Badosa (ESP) jogaram nesta madrugada de quarta para quinta (12), com vitória da espanhola por 2 a 0 (7/6(5) e 7/5) e consequentemente sua classificação para a semifinal do WTA 500 de Adelaide.

Como era de se esperar, a disputa entre as duas top-20 do ranking - Paula é a 11ª e Bia, a 15ª - foi bastante disputada, com o primeiro set durando uma hora e 14 minutos. A partida começou com ambas confirmando seus serviços duas vezes, com direito a um belo rali para Badosa conseguir fechar o quinto game e deixar o placar em 3 a 2.

Surte +: Bia será cabeça de chave do Australian Open

Logo em seguida, a espanhola conseguiu quebrar o saque de Bia e abrir 4 a 2 , mas a brasileira reagiu e também quebrou o serviço da adversária e diminuiu para 5 a 4, empatando no game seguinte em 5 a 5. A parcial foi para o tie-break e Badosa levou a melhor fazendo 7 a 5.

O segundo set começou com Bia fazendo 40 a 0 no primeiro game e deixou a esperança do empate na torcida. Mas o jogo estava lá e cá, com as duas jogadoras forçando ao máximo para conseguir superar a adversária. 

Com muita garra e em mais um rali da partida, Badosa quebrou o serviço da brasileira em um momento chave do jogo, quando a parcial estava em 5 a 5 e com a quebra, a espanhola pode sacar para o jogo e conseguiu a vitória.

Na semifinal, Badosa irá enfrentar a russa Daria Kasatkina, que venceu a tcheca Petra Kvitova por 2 a 0, parciais de 6/3 e 7/6 (3). O torneio tem transmissão da ESPN e do Star +.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar