Últimas Notícias

COB segue decisão da World Skate e suspende presidente da CBSk

Reprodução: www.espn.com.br

 

Comitê Olímpico do Brasil (COB) seguiu a decisão da World Skate e suspendeu o presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), Duda Musa, após críticas em relação a entidade que responde pelo skate nos Jogos Olímpicos.

Em declaração dada a Demétrio Vechiolli, do portal UOL, Musa afirmou que esperava apoio do COB no que considerou uma punição injusta, mas viu o órgão brasileiro se virar contra ele.

O comunicado da World Skate diz que o entendimento é de que Duda infringiu o código de ética da entidade ao criticá-la publicamente e aplicou como punição três anos de suspensão dos eventos da World Skate, seja competições ou reuniões mas que não o impede de ser presidente da CBSk.

O COB ao ser informado da suspensão, pelo próprio dirigente, decidiu então aplicar o gancho também no âmbito nacional, ainda que não conste que ele tenha infringido qualquer regra no Brasil. O caso é inédito no país. Musa afirma que teve a senha bloqueada no sistema de gestão de recursos do COB, e ele não pode mais responder pelo skate perante ao comitê.

Após ter sua senha bloqueada no sistema do COB em que são liberados recursos públicos para as confederações, Duda enviou mensagem ao grupo de presidentes, criticando a postura do presidente do COB, Paulo Wanderley.

"Lamentavelmente, onde o esporte nacional deveria encontrar guarida/proteção encontramos a validação e repetição daqueles erros que justificam a nossa apelação à Corte do Esporte na Suíça. Esperávamos suporte no nosso país, mas recebemos exatamente o contrário. A CBSk está sem poder submeter projetos importantes para o início de janeiro", escreveu Duda.

E resposta ao jornalista Demétrio Vechiolli, o COB disse que "se limitou a cumprir a decisão da federação internacional da modalidade, que suspendeu o dirigente de suas atividades". "A CBSk permanece com todos os seus acessos aos sistemas e direitos preservados, agora na pessoa de seu vice-presidente", concluiu.

O estatuto do Comitê Olímpico Brasileiro, no entanto, não trata as Federações Internacionais (IF) como autoridades superiores hierarquicamente na ordem internacional. O estatuto do COB diz que as IFs têm competência apenas "de ordem técnica", o que não é o caso de uma punição administrativa.

O portal Uol ainda ressalta que Duda foi um dos articuladores da campanha de oposição na última eleição do COB, realizada em 2020, e vencida por Paulo Wanderley. Ele também tem sido dos poucos que faz questionamentos nas assembleias, o que tem gerado desconforto na diretoria.

Na última semana, foi divulgado pelo COB o quanto cada modalidade vai receber no próximo ano para desenvolvimento de atletas em 2023. Dos R$ 14,4 milhões que serão distribuídos, o skate não receberá nenhum real. Todas as demais modalidades terão ao menos R$ 150 mil.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar