Segundo site, nove esportes brigam por vagas em Los Angeles 2028


Nove federações foram convidadas para fazer uma apresentação para a inclusão da respectiva modalidade nos Jogos Olímpicos de 2028, que serão realizados em Los Angeles. As informações são do site Cricbuzz.

De acordo com o site, as federações que foram convidadas  para apresentar seus esportes foram o críquete (ICC) o breaking (WDSF). Beisebol/Softbol (WBSC), flag football (IFAF), lacrosse (World Lacrosse), caratê (WKF), kickboxing (WAKO), squash (WSF) e automobilismo (FIA).

Ainda de acordo com o site. no final do mês essas nove confederações farão apresentações para o comitê organizador e uma decisão será tomada na sessão do COI a ser realizada em Mumbai (IND) no meio do ano que vem.

Oficialmente, Los Angeles terá 28 esportes já anunciados no programa olímpico, novidades como escalada esportiva, surfe e skate foram incluídos, enquanto esportes tradicionais como boxe, levantamento de peso e pentatlo moderno ficaram de fora.

Entretanto, desde Tóquio 2020 cada país sede pode escolher novos esportes para incluir nos Jogos. Fica a critério de cada comitê organizador.

Ajude o Surto a ir para Paris-2024, mande qualquer valor para o pix: surtoolimpico@gmail.com

Um porta voz do comitê de LA28 disse que nos próximos meses, o comitê trabalhará e o Comitê Olímpico Internacional (COI) trabalharão junto com as federações internacionais para analisar os esportes e avaliar os critérios, que também auxiliarão no potencial dos novos esportes.

Recentemente, o chefe executivo do ICC, Geoff Allardice, falou que tem ambição de incluir o críquete nos Jogos Olímpicos, e que estão auxiliando o comitê organizador de LA28 na analise do esporte. Caso o esporte seja incluído, a versão será a T20, em que cada equipe tem apenas um inning e limita o jogo a 20 overs.

O caratê fez parte do programa olímpico em Tóquio-2020 e o breaking já está garantido em Paris. Já o automobilismo foi esporte de demonstração nos Jogos da Juventude de Buenos Aires-2018, com o kart elétrico.


Foto: REUTERS

Postar um comentário

To Top