Com medalhistas de Tóquio, Brasil tem sete atletas no Mundial de canoagem paralímpica nesta semana


O Brasil será representado por sete atletas no Campeonato Mundial de canoagem paralímpica, que ocorre entre os dias 3 e 7 de agosto, em Halifx, no Canadá. Dentre os atletas brasileiros presentes na competição, três conquistaram medalhas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020: Fernando Rufino, ouro nos 200 m VL2, Giovane Vieira, prata nos 200 m VL3, e Luis Carlos Cardoso, prata nos 200 m KL1.

Além deles, outras três canoístas que estão no Canadá também representaram o Brasil na capital japonesa: Adriana Azevedo, Débora Benevides e Mari Santilli. Igor Tofalini é o único atleta da delegação em Halifax que não disputou a última edição dos Jogos Paralímpicos.

"Estou feliz e numa expectativa grande. Treinei muito para estar aqui, no Canadá, e ter um bom desempenho no Mundial", disse a sul-mato-grossense Débora Benevides, que vai disputar na categoria VL2 (para atletas que usam tronco e braços na remada). Ela tem má-formação nos membros inferiores, que causa atrofia nas pernas.

Depois de anos no caiaque, a paranaense Mari Santilli vai estrear na canoa durante o Mundial e disputará provas em duas categorias: KL3 (caiaque) e VL3 (canoa). Em ambas, os atletas podem usar braços, tronco e pernas na remada. A curitibana sofreu um acidente de moto em 2006, ocasião em que teve a perna esquerda amputada. "Estou preparada porque treinei bastante. E, quando estamos preperados, tudo dá certo", destacou Mari.

Confira a lista completa dos atletas brasileiros que disputarão o Mundial de canoagem paralímpica:

Giovane Vieira de Paula - VL3
Fernando Rufino - VL2
Luis Carlos Cardoso - KL1
Igor Tofalini - VL2
Mari Santilli - KL3 e VL3
Débora Benevides - VL2
Adriana Azevedo - KL1

Foto: Miriam Jeske/CPB
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top