Tóquio receberá o Mundial de Atletismo em 2025


A cidade de Tóquio, no Japão, foi escolhida para receber o Campeonato Mundial de Atletismo em 2025, na 228ª reunião do Conselho Mundial da World Athletics que está sendo realizada em Oregon, nos Estados Unidos. A 18ª edição do Mundial de Atletismo começa nesta sexta-feira (15/7), no estádio Hayward Field de Eugene, enquanto Budapeste, na Hungria, sediará o evento de 2023.

O Campeonato Mundial de Atletismo de 2025 verá as estrelas do esporte voltarem ao Estádio Olímpico de Tóquio no ano em que a Associação Japonesa de Federações de Atletismo (JAAF) comemora 100 anos. Tóquio terá a oportunidade de encher seu estádio olímpico com torcedores que não puderam participar da Olimpíada por causa das restrições da pandemia da COVID-19.

O Conselho Mundial do Atletismo também confirmou que, após o Campeonato Mundial de Atletismo Cross Country do próximo ano (2023) em Bathurst, Austrália, as próximas duas edições serão realizadas na Croácia (2024), em Medulin e Pula, e nos Estados Unidos (2026), em Tallahassee, Flórida.

Os outros candidatos para sediar o Mundial de 2025 foram Nairóbi, Silésia e Cingapura, mas Tóquio obteve a pontuação mais alta na avaliação da proposta. A capital japonesa, com 43,8 milhões de habitantes na Grande Tóquio, tem um dos maiores estádios de atletismo do mundo, com instalações excelentes, e é um mercado avançado para o atletismo e oportunidades de crescimento associadas.

"Dentro de um campo extremamente forte de candidatos, Tóquio ofereceu uma oferta convincente", disse Sebastian Coe, presidente da World Athletics. “Espero que isso seja uma luz brilhante para o Japão comemorar 100 anos da Associação Japonesa de Federações de Atletismo (JAAF) em 2025, trazendo o atletismo de classe mundial de volta às pessoas em Tóquio.”

Foto: KYODO
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024 Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco! Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!
To Top