Seleção masculina de basquete em CR enfrenta Porto Rico pelas quartas da Copa América neste sábado; equipe feminina faz semi contra EUA


A Seleção Brasileira masculina foi derrotada pela Argentina por 38 a 53 na noite desta sexta-feira, 15, pela última rodada do Grupo B da Copa América da modalidade, que acontece no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, e agora vai enfrentar Porto Rico pelas quartas de final da competição. Já a equipe nacional feminina derrotou a Guatemala por 62 a 29, mais cedo, e também avançou de fase, quando fará a semifinal diante dos Estados Unidos.

Com a derrota, o time masculino se classificou em segundo lugar no Grupo B da Copa América, com três pontos, atrás somente da mesma Argentina. O confronto contra os porto-riquenhos, terceiros colocados da Chave A, será neste sábado, 16, às 17h, no CT Paralímpico.

O torneio continental reune sete seleções masculinas e oito femininas, sendo que os homens disputarão quatro vagas para o Mundial em Dubai, marcado para novembro deste ano. Já as mulheres irão competir por três vagas para esta mesma competição.

"Trabalhamos duro para esse jogo contra a Argentina, mas enfrentamos uma equipe que conhecia bastante os jogadores do Brasil. Agora, é levantar a cabeça e saber que o caminho daqui em diante é mais difícil. A gente quer a vaga para o Mundial, mas também queremos elevar o nome do Brasil no basquete em cadeira de rodas", afirmou Ana Cardoso, treindora da Seleção masculina.

Já a seleção feminina volta à quadra neste domingo, 17, às 15h, para enfrentar os Estados Unidos, pelas semifinais da competição. A outra semi entre as mulheres será entre Canadá e Argentina, no mesmo dia, às 10h15, também no CT Paralímpico.

"Usamos o jogo de hoje para fazer alguns testes. Agora, vamos aproveitar a folga [deste sábado] para realizar alguns treinos específicos. Sabemos que os Estados Unidos têm uma transição muito forte. O nosso auxiliar acompanhou o jogo delas em outra quadra do CT, que aconteceu no mesmo horário do que o nosso, para fazer avalições e análises do ataque e defesa das norte-americanas. Esperamos supreendê-las", disse Rogério Pinheiro, treinador da Seleção Brasileira feminina.

Foto: CBBC/Divulgaçaõ
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top