Ítalo atropela nas oitavas, Tati Weston-Webb passa pra semi e Filipe Toledo é eliminado por um brilhante Yago Dora em J-Bay



A quinta (14) em J-Bay na África do Sul trouxe uma surpreendente eliminação de Filipe Toledo nas oitavas de final para Yago Dora e também uma apresentação excelente de Ítalo Ferreira na mesma fase contra o estadunindense Nat Young.


O potiguar começou o dia vencendo a repescagem contra Luke Tkompson (AFS) por 13.34 (7.67 + 5.67) a 11.84 (6.67 + 5.17). Depois, enfrentou Young e somou duas grandes notas, 8.47 e 9.17, esta última conquistada com duas pancadas verticais no lip e um tubo. 


Na próxima fase, ele reeditará a final olímpica contra Igarashi Kanoa (JPN), que venceu o brasileiro Caio Ibelli por 16.26 (8.43 + 7.83) a 11.77 (6.00 + 5.77).


Já o líder do campeonato, também passou pela fase de eliminação quando eliminou o surfista da casa Joshe Faulkner por 14.33 (7.33 + 7.00) a 6.76 (3.83 + 2.93). Na abertura das oitavas, ele enfrentou Yago e foi derrotado após o compatriota conectar boas manobras e achar um pequeno tubo, alcançando 9.50, a maior nota do campeonato. Nas quartas, Yago enfrentará Connor O'Leary (AUS).


O outro brasileiro a se garantir nas quartas foi Samuel Pupo, que eliminou o australiano Callum Robson com boas direitas e um 9.17 em onda com dois tubos e muito bem surfada. Na próxima fase, ele enfrentará o vice-líder do campeonato, Jack Robinson (AUS)


Seu irmão mais velho, Miguel, perdeu para o australiano Connor O'Leary por 12.77 (7.00 + 5.77) a 11.97 (6.50 + 5.47) e não consegue mais a classificação para a WSL Finals.


Tatiana Weston-Webb faz bateria espetacular e está na semi

A brasileira Tatiana Weston-Webb surfou de maneira brilhante as grandes ondas sul-africanas e enfrentará Carissa Moore. Ela eliminou a costa-riquenha Brisa Henessey, concorrente direta a uma vaga na final da liga, em setembro. 


Tati começou a bateria com rasgadas fortes e somou 7.83 e 7.93, um somatório alto e que deixou ela na liderança. Porém, não satisfeita, ela foi atrás de uma nota maior e com batidas no lip fortes e um surfe veloz em onda grande, ela alcançou 9.27, a maior nota da categoria feminina no dia.


O resultado final foi 17.20 a 13.67 e agora, a brasileira está perto de entrar no top-5, que classifica para a WSL Finals.


Foto: Alan Van Gysen/ WSL

Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top